Morador tem energia cortada e mata funcionário de concessionária em MT, diz polícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Um funcionário foi morto por um morador enquanto religava o sistema de energia elétrica de uma propriedade, ontem segunda-feira (24), no município de Paranaíta. De acordo com a Polícia Civil, o morador teve a energia cortada no período da manhã e atirou contra o funcionário, que foi ao local para reestabelecer a energia. O funcionário, identificado como Gilmar Francisco de Oliveira, trabalhava como eletricista pela Energisa, concessionária de energia que atua em Mato Grosso.

Em nota, a Energisa declarou que está de luto em memória ao funcionário que faleceu durante o exercício de suas atividades. A empresa lamentou profundamente o ocorrido e está prestando todo o apoio à família de Gilmar, assim como nas investigações policiais.

Segundo a Polícia Civil, o morador, que trabalha como agricultor, já foi identificado, mas fugiu do local logo após atirar contra Gilmar.

Pelas informações obtidas pela polícia, o morador teve o fornecimento de energia cortado supostamente por falta de pagamento. O problema na conta teria sido resolvido pela mulher do agricultor. O suspeito teria feito ligações para a central de atendimento da Energisa, cobrando que a energia fosse reestabelecida.

Já no período da tarde, Gilmar foi sozinho até a propriedade para religar o sistema elétrico do morador. Ele chegou ao local em uma caminhonete da concessionária e se preparava para o trabalho. Conforme a Polícia Civil, o morador, que ainda estaria embriagado, pegou uma espingarda e atirou contra o funcionário.

O tiro de espingarda atingiu o tórax de Gilmar, que morreu antes de ser socorrido. Testemunhas disseram à polícia que o morador teria ingerido bebida alcoólica durante todo o dia e fugiu logo após o crime.

Fonte: G1/MT