Médico é encontrado morto, com mãos e pés amarrados, após desaparecer

Crédito: Reprodução

Desaparecido há uma semana, um médico foi encontrado morto e com os pés e mãos amarrados em Dourados (MS).

Gabriel Paschoal Rossi, de 29 anos, desapareceu na semana passada. A última vez que tinha sido visto foi no dia 26 de julho após sair do trabalho no Hospital da Cassems, em Dourados, a 232km de Campo Grande.

Como o médico não compareceu a dois plantões que deveria cumprir, na sexta-feira (28) e sábado (29), familiares e amigos desconfiaram. A família registrou formalmente o desaparecimento nesta quarta-feira (2).

Uma mulher ligou para a polícia após desconfiar de um carro parado na frente de uma casa há muitos dias. Ao ver um jaleco dentro do veículo, ela se aproximou da residência e notou cheiro forte e moscas no imóvel.

O corpo de Gabriel já estava em decomposição, em cima de uma cama, e com pés e mãos amarrados.

O médico ainda estava com a roupa que usava na última vez que foi visto, e tinha ferimentos na cabeça, segundo informações da polícia. A casa onde o corpo foi encontrado era alugada por temporadas.

As buscas por Gabriel começaram pelo carro dele, já que o médico estaria conversando com amigos e familiares por mensagens no celular.

A Polícia investiga se conhecidos estão envolvidos no crime. Nenhuma hipótese foi descartada.

Fonte: FOLHAPRESS

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Trio morre em confronto com o Bope em ‘fábrica de drogas’ e 600 kg de cocaína são apreendidos

Dupla envolvida em assassinato de homem morre em confronto com policiais da Força Tática

Irmãos são presos em flagrante transportando 25 tabletes de cocaína na MT-246

Mulher cai em golpe e perde R$ 12,6 mil em transferências PIX, criminoso se passou por funcionário do banco

Chamado na porta homem leva tiro no rosto e morre

Polícia Civil intensifica ações de combate aos crimes contra a flora no norte de MT