Vaca Louca: Mapa descarta risco para produção bovina no país

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: Reprodução

A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) notificou, na segunda, 06/07,  que considera como encerrado a investigação sobre a ocorrência de dois casos atípicos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB) , doença conhecida como o “mal da vaca louca”, de animais que estavam em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG).

“Diante dos resultados obtidos, esses casos foram concluídos e não representam risco para a cadeia de produção bovina do país”, destacou, em comunicado, o Ministério da Agricultura (Mapa).

Com a decisão da OIE, o Mapa reforça que o Brasil mantém a sua classificação como país de risco insignificante para a doença. Diante do cenário, não justificaria qualquer impacto no comércio de animais e seus produtos, destacou o Mapa.

Uma reunião com representantes dos governos do Brasil e da China, para a negociar a retomada das exportações ao país asiático, deve acontecer entre representantes dos dois países. No entanto, em comunicado, o Mapa informou que ainda não há previsão de quando o encontro irá acontecer.

Fonte: Canal Rural