Uso indevido de agrotóxico causou mortalidade de abelhas em Sorriso

Crédito: Divulgação

O resultado da averiguação realizada pelos servidores do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado (Indea) apontou o uso irregular de defensivo agrícola com princípio ativo Fipronil como a causa das mortes de abelhas registradas em junho na cidade de Sorriso.

No trabalho de investigação, realizada em um raio de extensão de 30 km, o envenenamento por agrotóxicos foi elencado como a causa mais provável, já que a ocorrência de mortes dos insetos foi súbita e em área de grande extensão, o que descarta a possibilidade de quaisquer doenças conhecidas.

Em sete dias de análise de campo, percorrendo áreas onde foram registradas as mortes nos apiários, para colher amostras, e realizar a fiscalização em 22 propriedades que circundam os locais das mortandades dos insetos, os servidores da autarquia constataram que um dia anterior às mortes das abelhas uma propriedade que cultiva algodão utilizou o produto agrotóxico com o ingrediente ativo Fipronil de forma irregular.

Devido à irregularidade constatada, o proprietário foi autuado em cerca de R$ 225 mil e o relatório elaborado pela equipe do Indea de Sorriso foi enviado aos gestores, que realizarão encaminhamento à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), ao Ministério Público do Estado (MPE-MT) e ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), possibilitando a averiguação das responsabilidades cíveis e criminais cabíveis, e de ocorrência de danos ambientais.

AVERIGUAÇÃO
A equipe de servidores do Indea em Sorriso realizou as coletas de abelhas nas colmeias atingidas e as enviaram para o Instituto Biológico – Laboratório de Ecologia dos Agroquímicos, em São Paulo, sendo constatada a presença do princípio ativo Fipronil, em todas as amostras, conforme laudos laboratoriais. O princípio ativo que é extremamente tóxico às abelhas e é usado no controle de pragas em diversas culturas como algodão, soja, arroz, batata, dentre outras.

Fonte: INDEA-MT

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Custos da soja em Mato Grosso sobem impulsionados pelos fertilizantes

Governo de MT lança linha de crédito de até R$ 1,5 milhão para pequenos produtores

COMISSÃO DEBATE MORATÓRIA DA SOJA E DA CARNE E CONSEQUÊNCIAS PARA OS MUNICÍPIOS DA AMAZÔNIA LEGAL

Jornalistas conhecem dados que mostram sustentabilidade da agricultura

Crise energética barra expansão da área irrigada em MT

Aprosoja-MT alerta agricultores para que fiquem atentos à notificação do CAR Digital