Tabaporã: Ladrão rouba bitrem, registra BO dizendo que foi sequestrado, teve caminhão roubado e acaba preso em Tabaporã

Crédito: Show De Notícias

Gilsimar da Silva Carvalho, 32 anos de idade, procurou a Polícia Militar de Tabaporã na sexta-feira, dia 29 de dezembro, para registrar um boletim de ocorrências, comunicando que havia sido sequestrado, assaltado e teve seu caminhão roubado por dois elementos que estavam em uma caminhonete Amarok branca e que, inicialmente se identificaram como policiais, que o teriam amarrado no mato e roubado seu caminhão.

O boletim de ocorrências registrado pelo 2º Pelotão da PM de Tabaporã, como roubo. Em sua narrativa para os policiais, Gilsimar contou que trafegava pela MT 220, sentido Porto dos Gaúchos, quando, por volta das 15 horas de quinta-feira, dia 19, a cerca de 20 Km do trevo de Tabaporã, foi abordado por dois elementos em uma caminhonete Amarok, que primeiro começaram dar sinal de luz, depois acompanharam o caminhão ao lado, deram ordem para encostar o veículo no acostamento, dizendo, “encosta, encosta” e que eram policiais.

O rapaz teria parado o caminhão no acostamento, momento em que os dois elementos teriam subido na cabine, usando de armas, muita violência e ameaças, anunciaram o assalto, colocaram um capuz em sua cabeça, o colocaram na parte de trás da cabine e passaram a conduzir o veículo.

Segundo o relato do suposto sequestrado, os homens tomaram uma estrada de terra que liga a MT 220 com a MT 338, que sai na região do Cambará, próximo a VMX, por aproximadamente de 45 minutos.

Na sequência o amarraram, deixaram o mesmo 400 metros dentro da mata e falaram para não pedir ajuda por três horas. Porém, Gilsimar relatou que os suspeitos atolaram o caminhão, passado certo tempo, o comunicante relata que foi até o caminhão e chegando lá ele estava abandonado e os suspeitos teriam desaparecido.

Gilsimar ficou aguardando ajuda próximo ao caminhão, passando a noite no local, mas pela manhã de sexta-feira, dia 29, caminhou até a rodovia MT 220 conseguindo carona.

Diante dos fatos foi intensificado as rondas pelas imediações, alertando moradores e usuários da pista e o fato foi informado para empresa Via Norte e Sul, detentora da concessão da rodovia.

Até aqui foi a história contada pela suposta vítima de sequestro e assalto, praticado por dois elementos desconhecidos, porém, Gilsimar começou cair em contradição em suas informações e os policiais desconfiaram da prosopopeia, passaram a questionar ele sobre o fato e logo descobriram que ele era o verdadeiro autor do furto do caminhão bitrem.

A suposta vítima acabou parando em uma propriedade rural de um policial civil aposentado, pedindo comida e apoio.

Diante disso o policial entrou em contato com os policiais de Tabaporã, que vieram até o local e começaram investigar melhor o fato e descobriram que, ao invés de vítima, o homem era o autor do furto do caminhão 540, Volvo 2020, 09 eixos, com uma carreta carregada com 50 toneladas de milho.

A vítima que virou suspeito foi preso e encaminhado para a Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Porto dos Gaúchos, onde deverá se explicar com o delegado.

Fonte: Show De Notícias

Mais notícias

Dois criminosos suspeitos de decapitar mulher morrem em confronto com as forças de segurança

Em uma semana, operações das forças de segurança dão prejuízo de R$ 9 milhões ao crime organizado

Tapurah: Polícia prende suspeito de dar suporte a roubo de Hilux

Gefron apreende 207 tabletes de entorpecentes e causa prejuízo ao tráfico de R$ 1,6 milhão

Criminoso que matou ex-namorada a facadas durante ataque de ciúme é preso

Brasnorte: Delegado diz que é ameaçado de morte por narcotraficantes