População de Itanhangá sofre com as queimadas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nessa época do ano, a população tem sentido os efeitos das queimadas, além de destruir as nossas matas e o habitat natural dos animais, ela libera a fumaça que contem gás carbônico, que provoca o efeito estufa artificial, o aquecimento global.

Quem mais sofre com as queimadas são os idosos e as crianças. A fumaça pode complicar o estado de saúde das pessoas, além de causar doenças como o câncer, bronquite entre outras. Com o aumento de temperatura e a umidade do ar baixa, os postos de saúde começam a ficar cheios.

Com a fumaça em alta quantidade, ela começa a invadir as ruas das cidades, prejudicando a visão dos motoristas que estão com altas chances de causar um acidente.

O Mato Grosso é o primeiro no ranking do país em focos de incêndio. Só no início deste ano foram registrados 5,100 focos de incêndio, sendo que em 2016 foram registrados 6.742 focos, uma queda de 23%.

Só a conscientização de todos de que não pode colocar fogo no lixo dos fundos do quintal, nem nas matas, é que teremos um ar respirável e com mais saúde.

Fonte: ITA NOTICIAS