Polícia identifica e pede prisão de suspeito de duplo homicídio

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nome do acusado não foi divulgado para não atrapalhar as investigações

O delegado Adalberto de Oliveira, de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao Sul de Cuiabá), solicitou à Justiça a prisão preventiva de um suspeito de ter matado a ex-vereadora Terezinha Rios Pedrosa, de 55 anos, e o marido dela, Aloísio da Silva Lara, de 56.

O crime ocorreu no dia 7 de setembro no sítio das vítimas, na Gleba União, na região conhecida como Mata Cavalo.

Conforme o delegado, o suspeito foi identificado através de um trabalho da inteligência da Delegacia de Nossa Senhora de Livramento e da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), da Capital.

O nome do acusado não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. Adalberto frisou que, desde o dia do crime, a Polícia Civil está trabalhando para resolver o caso o “mais rápido possível” e esclarecer os fatos que levaram ao duplo homicídio.

“Conseguimos identificar um homem que é suspeito de ter atirado no casal. Estamos aguardando a decisão judicial para o cumprimento da prisão preventiva dele”, disse.

O delegado acredita que, com a prisão do suspeito, o caso será esclarecido. “A suspeita é de que, além dele, outra pessoa tenha participado do crime. Vamos aguardar a prisão para ter mais conhecimento dos fatos”, disse Oliveira.

O crime

Segundo informações preliminares da Polícia Militar, o casal foi encontrado com várias perfurações ocasionadas por disparos de arma de fogo, do lado de fora da casa.

Terezinha era considerada uma liderança da agricultura familiar de Nossa Senhora do Livramento, além de defensora das causas agrárias.

Ela também já foi candidata a prefeita no Município e ocupou cargo de secretária municipal de Desenvolvimento da Agricultura Familiar.

Fonte: Mídia News