Polícia conclui que mulher foi morta em bar tentando defender o filho

Crédito: Divulgação

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil em Sinop identificou os autores do latrocínio que vitimou Maíra Cristina Vergutz, de 37 anos, assassinada com um tiro na cabeça, no dia 09 de fevereiro, em frente ao filho dela, de apenas 6 anos de idade. Trata-se de Eduardo Alves Morastico Niro e Luan Ferreira Rodrigues, conhecido como Buda, que foi o autor do disparo que levou matou a vítima. Ambos são procurados.

Um menor também envolvido no crime foi apreendido nesta sexta-feira (01), no Residencial Vila América.

O crime ocorreu em um bar onde a vítima trabalhava, no bairro Jacarandás. Era quase fim do expediente, quando dois bandidos chegaram ao local, a trabalhadora teria saído para falar com eles. Maíra estava com seu filho, que tinha levado para o trabalho, e durante a ação criminosa, a criança foi feita de refém pelos bandidos.

Nas imagens de câmeras de segurança é possível ver o momento em que, conduzidos pelos criminosos, a ex-cunhada e o filho de Maíra vão em direção ao portão, onde a vítima estava. Ao ver que os bandidos estavam armados, todos levantam as mãos. Maíra vai em direção aos bandiso e um deles dispara e a atinge na testa.

Após a ocorrência do crime, a Divisão de Homicídios assumiu as investigações e identificou três dos quatro envolvidos no latrocínio, que participaram diretamente do crime, entre eles o autor do disparo contra a funcionária.

O delegado Bráulio Junqueira detalhou a execução do crime e explicou que a vítima morreu tentando defender o filho dos bandidos. “Três entraram no bar e renderam clientes e funcionários, e mandaram todos para o fundo do estabelecimento. Mas a vítima não obedeceu e foi em direção ao filho, que estava refém do suspeito e que disparou contra ela”, detalhou.

Bráulio explicou que o crime, tratado inicialmente como homicídio, foi um assalto frustrado que terminou com a morte da funcionária, evoluindo assim para latrocínio durante as investigações.

“Eles foram lá com a intenção de roubar um dos veículos que estava estacionado em frente ao bar, mas um dos suspeitos acabou atirando contra a funcionária e fugiram sem levar o veículo”, acrescentou.

 

Fonte: Polícia Civil-MT

Mais notícias

Itanhangá: Polícia Militar age rápido e retira invasores de propriedade rural. Vídeos

Bandidos armados rendem caseiros e roubam armas e caminhonete de fazenda na MT-338

Polícia Civil apreende maconha, pasta base e cocaína que eram transportadas em veículo

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de armas de fogo e prende idoso responsável pelo local

Roubos de gado reduzem 82% em MT nos primeiros meses de 2024; furtos de carga têm queda de 73%

Caseiro é resgatado de trabalho análogo à escravidão após 16 anos sem receber salário