PF prende pedófilo em MT que armazena e compartilha imagens de estupros de crianças

Crédito: Reprodução

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (21) a Operação Harpia, para caçar diversos bandidos que armazenam e compartilham imagens de abuso sexual infantil e estupro de vulnerável. Três alvos são de Mato Grosso.

De acordo com a assessoria da PF, nesta quinta são cumpridos mandados de busca e apreensão em 24 estados e no Distrito Federal. Na ação também são realizadas prisões.

Em MT, foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Cuiabá, Pedra Preta e Sinop. Em Sinop, houve uma prisão em flagrante.

A operação nacional almeja a prisão de ofensores sexuais de crianças e o resgate de vítimas, gerando um maior impacto social e consequente atenção para a ocorrência desse tipo de delito.

A operação é uma ação da Coordenação de Repressão a Crimes Cibernéticos Relacionados ao Abuso Sexual Infantojuvenil da Polícia Federal e começou após investigação iniciada na Diretoria de Combate a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal.

Na apuração, foram realizadas análises de notícias de crimes relacionadas ao abuso sexual infantojuvenil on-line. Foram produzidos os relatórios de análise para que as unidades regionais da PF dessem prosseguimento às investigações, com o cumprimento das medidas cautelares no âmbito de uma operação em todo o Brasil.

Nome da operação

A Harpia é uma espécie de ave de rapina que tem os olhos sempre atentos e é exímia caçadora, relacionando-se com o objetivo da operação.

Fonte: Repórter MT

Mais notícias

Dois criminosos suspeitos de decapitar mulher morrem em confronto com as forças de segurança

Em uma semana, operações das forças de segurança dão prejuízo de R$ 9 milhões ao crime organizado

Tapurah: Polícia prende suspeito de dar suporte a roubo de Hilux

Gefron apreende 207 tabletes de entorpecentes e causa prejuízo ao tráfico de R$ 1,6 milhão

Criminoso que matou ex-namorada a facadas durante ataque de ciúme é preso

Brasnorte: Delegado diz que é ameaçado de morte por narcotraficantes