Ministério anuncia programa para conter avanço da praga caruru gigante

Crédito: Divulgação

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) instituiu o Programa Nacional de Prevenção e Controle da praga quarentenária presente Amaranthus palmeri, conhecida como caruru-palmeri ou caruru-gigante. O caruru-palmeri pode causar danos de 70% a 100% em culturas como soja, milho e algodão.

A portaria, publicada no Diário Oficial da União na terça-feira (21) estabelece medidas para conter a disseminação da praga, como levantamentos fitossanitários, restrições ao trânsito de máquinas e implementos em áreas afetadas e eliminação de plantas antes do florescimento.

O programa prevê levantamentos fitossanitários anuais para detecção da praga em áreas ainda não afetadas e levantamentos de delimitação em caso de identificação de novos focos. A portaria também determina critérios para pesquisa científica e estudos de eficácia agronômica relacionados à praga.

A praga, presente em oito municípios de Mato Grosso e dois de Mato Grosso do Sul, é considerada uma das plantas daninhas mais difíceis de controlar, devido à sua resistência a herbicidas e alta capacidade de adaptação.

Fonte: EMBRAPA

Mais notícias

Proibição do glifosato pode provocar prejuízo bilionário e ameaça sustentabilidade do agro

Produtores rurais têm até 30 de junho para comunicar vacina contra Brucelose

Exportações de milho crescem 40% e MT consolida posição no mercado internacional

Mato Grosso tem primeiro café produzido só por mulheres na Amazônia

Condições climáticas, pragas e doenças colocam em xeque rendimento por hectare da safra de soja

Termina hoje o prazo para fazer a atualização de estoque junto ao INDEA