Marido mata mulher a facadas e crianças ficam trancadas com o corpo em decomposição

Crédito: Arquivo Pessoal

A cidade de Diamantino foi palco de uma cena trágica na noite de ontem (13), quando o corpo da jovem Lorrane Cristina Silva de Lima, de apenas 23 anos, foi descoberto pela Polícia Militar em uma residência no bairro Pedregal. O corpo foi encontrado em estado inicial de decomposição, com uma faca ao lado e vestígios de sangue no local. Os dois filhos da vítima foram encontrados trancados na mesma casa.

O episódio começou a chamar a atenção das autoridades quando o Conselho Tutelar solicitou a intervenção da polícia, após a diretora da escola onde as crianças estudavam relatar a ausência delas por dois dias consecutivos. Ao chegar à residência, os policiais foram informados por uma das crianças, que estava do lado de fora, que sua mãe estava dormindo e seu padrasto havia saído para comprar remédio, e que não tinham as chaves para abrir a porta.

Diante da estranheza da situação, os policiais decidiram agir e pularam o muro para entrar na casa. Uma vez dentro, perceberam um forte odor vindo de um dos cômodos. Ao vasculhar o local, encontraram o corpo de Lorrane. O padrasto não estava presente na residência no momento da descoberta.

As crianças foram resgatadas do local pelo Conselho Tutelar, enquanto a área foi isolada para investigações da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). A Polícia Civil foi acionada para iniciar as investigações sobre o caso.

Fonte: Polícia Militar-MT

Mais notícias

Itanhangá: Polícia Militar age rápido e retira invasores de propriedade rural. Vídeos

Bandidos armados rendem caseiros e roubam armas e caminhonete de fazenda na MT-338

Polícia Civil apreende maconha, pasta base e cocaína que eram transportadas em veículo

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de armas de fogo e prende idoso responsável pelo local

Roubos de gado reduzem 82% em MT nos primeiros meses de 2024; furtos de carga têm queda de 73%

Caseiro é resgatado de trabalho análogo à escravidão após 16 anos sem receber salário