Homem que teve esposa e 3 filhas mortas em Sorriso fala no Senado. Vídeo

Crédito: Reprodução

Reginaldo Batista Cardoso, o pai da família que foi brutalmente assassinada no município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, esteve nesta terça-feira (12) no Senado Federal, em Brasília. Ele participou da sessão em que foi aprovada, pela Comissão de Educação, o projeto de lei (PL 5708/2019) que torna 31 de janeiro como o Dia Nacional para Conscientização e Combate ao EstuproVeja vídeo acima:

A PL tem o objetivo de ampliar a conscientização e o enfrentamento desse tipo de violência. E já passou pela Câmara dos Deputados seguindo agora para votação no Plenário do Senado.

A senadora Damares Alves (Republicanos-DF), é a relatora do projeto e conduziu a discussão sobre a questão na Casa, apresentando Reginaldo aos senadores presentes.

HISTÓRIA

Reginaldo Batista Cardoso é caminhoneiro e estava viajando quando recebeu a notícia de que a esposa Cleci Calvi Cardoso, de 45 anos, e as filhas Miliane Calvi Cardoso, 19 anos, Manuela Calvi Cardoso, 13 anos e Melissa Calvi Cardoso, de 10 anos, estavam mortas.

Elas foram violentadas sexualmente e brutalmente assassinadas por Gilberto Rodrigues dos Anjos, de 32 anos.

VEJA O VÍDEO

Fonte: Primeira Página

Mais notícias

Caminhão carregado de porcos tomba e populares saqueiam animais

Carreta que transportava madeira bate em paredão e mata 3 pessoas

Itanhangá: II Fórum comunitário do Selo UNICEF será nesta sexta-feira, 14\06

Itanhangá: Tapa-buracos na MT 338 está sendo feito com cascalho. Fotos e vídeo

Itanhangá: Fundação Sicredi apresenta o Programa União Faz a Vida nas Escolas

Identificadas vítimas fatais de acidente ocorrido ontem na BR-163