Homem morto em posto de combustíveis já tinha sido avisado pela PC que estava “jurado de morte”

Crédito: Reprodução

Nelson Antônio Junior, 36 anos, foi executado a tiros enquanto abastecia uma Dodge RAM em um posto de combustível em Sorriso na noite do último sábado (16). Segundo o delegado de Polícia Civil, Bruno França, a vítima já estava marcada para morrer e tinha conhecimento dessa ameaça.

Investigações

A Polícia Civil encontrou na casa de Nelson três tabletes de pasta base de cocaína, além de uma arma, munições e utensílios utilizados para o manuseio da droga. O irmão de Nelson, Nathan Henrique Heuert, de 27 anos, foi executado por envolvimento com o tráfico de drogas em Nova Ubiratã em março do ano passado.

Fuga

Após o crime, os assassinos roubaram um veículo C3 para usar na fuga e fizeram duas mulheres reféns. No dia seguinte, as equipes de segurança localizaram o veículo abandonado em uma região de mata.

Motivo do crime

Segundo o delegado, os dois irmãos foram mortos pelo mesmo motivo: controle do tráfico de drogas na região. “Ele já havia sido avisado pela Polícia Civil que corria risco de vida e optou por não sair da cidade, acabando por ser executado”, afirmou o delegado.

Investigação em andamento

A Polícia Civil segue investigando o caso para identificar e prender os autores do crime.

Fonte: Portal Sorriso

Mais notícias

Dois criminosos suspeitos de decapitar mulher morrem em confronto com as forças de segurança

Em uma semana, operações das forças de segurança dão prejuízo de R$ 9 milhões ao crime organizado

Tapurah: Polícia prende suspeito de dar suporte a roubo de Hilux

Gefron apreende 207 tabletes de entorpecentes e causa prejuízo ao tráfico de R$ 1,6 milhão

Criminoso que matou ex-namorada a facadas durante ataque de ciúme é preso

Brasnorte: Delegado diz que é ameaçado de morte por narcotraficantes