Homem enfrenta policiais civis, é alvejado e vem a óbito

Crédito: Reprodução

O corpo de Michel Anjos Viana, 29 anos, morto na manhã desta segunda-feira, dia 08 de abril, ao tentar fugir da Polícia Judiciária Civil de Juara e atirar contra os agentes que foram à sua residência, localizada num setor de chácaras de Juara, na estrada da Balsa do Rio Arinos, em Juara, para cumprimento de mandado prisão busca e apreensão, foi alvejado letalmente e veio a óbito, já foi periciado pelo médico legista de Juara e foi sepultado no início da manhã desta terça-feira, dia 09. A família resolveu não realizar o velório, apenas o sepultamento.

Segundo o delegado Carlos Henrique Engelmann, Michel Anjos Viana, 29 anos, era um dos suspeitos de sequestrar, matar e enterrar os corpos de Alex Gonçalves de Souza, 33 anos e da jovem Graziele Silva de Paula, de 26 anos, popular Miau.

Ainda, de acordo com o Dr. Carlos Henrique, os outros três comparsas de Michel, também acusados se praticarem os mesmos assassinatos junto com ele, já estavam presos na cadeia pública de Juara por outros crimes e a Polícia Judiciária Civil deu cumprimento aos mandados de prisão dentro da cela do sistema prisional.

Não sabemos se Michel era casado, mas, segundo informações de pessoas próximas da família, ele deixa dois filhos menores de idade.

Fonte: Show De Notícias

Mais notícias

Dois criminosos suspeitos de decapitar mulher morrem em confronto com as forças de segurança

Em uma semana, operações das forças de segurança dão prejuízo de R$ 9 milhões ao crime organizado

Tapurah: Polícia prende suspeito de dar suporte a roubo de Hilux

Gefron apreende 207 tabletes de entorpecentes e causa prejuízo ao tráfico de R$ 1,6 milhão

Criminoso que matou ex-namorada a facadas durante ataque de ciúme é preso

Brasnorte: Delegado diz que é ameaçado de morte por narcotraficantes