Ex-secretário de Obras é assassinado com sete tiros em porteira de fazenda

Crédito: Reprodução

Mais um assassinato choca a cidade de Colniza, a 323 km de Juína. Arildo Batista Dalto, 52, popular Dalto Cafeeira, Secretário de Obras na gestão do ex-prefeito Assis Raupp, foi morto a tiros na noite desta quinta-feira, em circunstâncias que ainda não foram esclarecidas.

Segundo ocorrência registrada na 11º CIPM da cidade, seu Comandante foi contatado por um comunicante, ao final da noite, dando conta que Dalto havia sofrido disparos de arma de fogo, estando caído na porteira de sua Fazenda.

Ao chegar no local, guarnição da PM encontrou algumas pessoas que não souberam informar sobre os acontecimentos. Apenas disseram que a esposa da vítima, ao não conseguir fazer contato com o mesmo, solicitou por volta das 22h10 que alguém fosse averiguar o que estaria ocorrendo.

Ao chegar na porteira da propriedade, por volta das 22h40, a pessoa designada avistou a caminhonete com o motor ligado, com faróis acesos e a porta do motorista aberta, avistando o corpo da vítima, no solo, com sangue nas vestes, tomando a iniciativa de informar aos familiares.

Entre os primeiros a chegar, o comunicante e a esposa da vítima tentaram encontrar sinais vitais para prestarem socorro. Também se fizeram presentes equipe do SAMU, que constatou a ausência de sinais vitais em Arildo, e a Polícia Civil de Colniza.

Segundo os policiais, treze cápsulas deflagradas de calibre 380 e três projéteis foram recolhidos no entorno do crime. A vítima apresentava cerca de sete perfurações.

Foram removidos o corpo da vítima e seu veículo, uma caminhonete Hilux, de cor branca, sendo encaminhados para as providências necessárias.

Até o momento desconhece-se a autoria do crime.

A Polícia Civil já iniciou as investigações.

Assassinato de agentes públicos

Em 2017, por exemplo, o prefeito Esvandir Antônio Mendes, de 61 anos, também foi assassinado quando voltava da zona rural do município, num episódio posteriormente elucidado. No mesmo ano, o ex vereador Élpido da Silva Meira, de 53 anos, foi assassinado a tiros dentro de sua casa.

Neste fatídico ano, no mesmo episódio da morte de Esvandir, seu Secretário de Finanças, Admilson Ferreira dos Santos, foi atingido por dois disparos, sendo um nas costas e outro no braço. Teve, contudo, melhor sorte, sobrevivendo.

Fonte: Juína News

Mais notícias

Itanhangá: Polícia Militar age rápido e retira invasores de propriedade rural. Vídeos

Bandidos armados rendem caseiros e roubam armas e caminhonete de fazenda na MT-338

Polícia Civil apreende maconha, pasta base e cocaína que eram transportadas em veículo

Polícia Civil fecha fábrica clandestina de armas de fogo e prende idoso responsável pelo local

Roubos de gado reduzem 82% em MT nos primeiros meses de 2024; furtos de carga têm queda de 73%

Caseiro é resgatado de trabalho análogo à escravidão após 16 anos sem receber salário