Bandidos invadem fazenda rendem funcionários e roubam quatro veículos

Crédito: Reprodução

Um grupo de cerca de 12 bandidos encapuzados e armados invadiram a Fazenda Reunidas, no Município de Peixoto de Azevedo, na madrugada deste domingo (05/05), e fizeram reféns. Parte da ação foi filmada por câmeras de segurança.

Nas imagens, é possível ver que o grupo criminoso chega à guarita da fazenda em quatro caminhonetes. Em seguida, vários homens, portando armas curtas e longas, descem gritando: “Mão na cabeça”.

Após renderem o trabalhador que estava de guarda, eles abrem o portão da propriedade. No vídeo seguinte, um funcionário aparece rendido, deitado de bruços e com as mãos na cabeça.

Ao seu lado, dois dos criminosos apontam armas para ele, enquanto outro vasculha o casebre atrás. Logo depois, um quarto homem aparece nas imagens, e eles levam o funcionário consigo Conforme o boletim de ocorrência, o grupo era formado por 12 homens, sendo que dois deles portavam uma espingarda calibre 12 e o outro um fuzil. Durante a invasão, segundo as vítimas, os homens procuravam por ouro e disseram “que iriam pegar agora e devolver depois”.

O grupo, conforme o B.O., também procurava por armas de fogo e acusaram as vítimas de estarem grilando a propriedade. Antes de saírem da fazenda, eles atiraram nas câmeras e danificaram o portão, para que fosse deixado aberto.

Na fuga, o bando também levou quatro veículos de funcionários e alguns trabalhadores como reféns. Posteriormente, os carros e as vítimas foram abandonados na BR-163.
De acordo com o relato, durante a liberação, os criminosos os ameaçaram para que não voltassem à fazenda, pois “outra equipe estaria em direção ao local, e que era só para as vítimas retornarem depois das 12h”.

Os funcionários da propriedade ainda foram filmados pelo bando e tiveram seus celulares destruídos a tiros, segundo o B.O.

Já de volta na fazenda, uma das vítimas afirmou que, horas depois, viram seis veículos de escolta armada passando em frente à propriedade, junto de uma Chevrolet S10 e uma Toyota Hilux.

Conforme as vítimas, o local já havia sido invadido com uso de empresa de escolta armada, na época que a área estava em litígio. Porém, a ação judicial já teria sido finalizada, sendo que os atuais proprietários venceram o processo.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

Fonte: Mídia News

Mais notícias

Caseiro é resgatado de trabalho análogo à escravidão após 16 anos sem receber salário

PF investiga furtos de cargas e peças de veículos acidentados

Bandido com extensa ficha criminal é executado com 9 tiros

Homem de 24 anos mata a ex-sogra e esconde corpo em matagal

Ação conjunta da Polícia Militar apreende grande quantidade de drogas na BR-163

Prima encontra jovem morto dentro de residência