Suspeitos de duplo homicídio, mãe e filho se entregam à polícia

Crédito: Reprodução

Os principais suspeitos do brutal duplo homicídio ocorrido no último domingo em Peixoto de Azevedo, Inês Gemilaki e seu filho, o médico Bruno Gemilaki, finalmente se apresentaram à Polícia Civil nesta tarde. Ambos estavam foragidos desde o momento do terrível ataque que vitimou Pilson Pereira da Silva, 80 anos, e Rui Luiz Bogo, 68 anos.

Ao chegarem à delegacia, mãe e filho enfrentaram os questionamentos da imprensa, enquanto a advogada Angelita Kemper, representante da defesa, pleiteava pela integridade física e segurança dos suspeitos, além de informar sobre a prisão preventiva já decretada contra eles.

As investigações apontam que o verdadeiro alvo do crime era o proprietário da casa onde ocorria a confraternização, motivado por ameaças relacionadas a um processo de aluguel. Após as prisões, Eder Gonçalves Rodrigues, irmão de Márcio Ferreira Gonçalves, esposo de Inês Gemilaki, confessou sua participação no crime, detalhando os eventos que levaram à fatalidade.

Márcio, por sua vez, permaneceu fora da residência durante o crime, aguardando para dar fuga aos seus comparsas. Agora, Inês, Bruno e Márcio, juntamente com Eder, serão interrogados pela Polícia Civil antes de serem encaminhados à justiça para responder pelos seus atos. O desdobramento desses acontecimentos traz à tona uma triste realidade de violência e intriga.

Nos últimos 7 dias, a cidade sofreu com dois crimes brutais. No primeiro, um homem matou a companheira Leidiane Ferro da Silva, de 43 anos, na frente dos filhos. E no último domingo, ocorreu esse crime, vitimando dois idosos.

Fonte: Portal Sorriso

Mais notícias

Caseiro é resgatado de trabalho análogo à escravidão após 16 anos sem receber salário

PF investiga furtos de cargas e peças de veículos acidentados

Bandido com extensa ficha criminal é executado com 9 tiros

Homem de 24 anos mata a ex-sogra e esconde corpo em matagal

Ação conjunta da Polícia Militar apreende grande quantidade de drogas na BR-163

Prima encontra jovem morto dentro de residência