Porto: Polícia Militar prendeu caminhoneiro que fugiu de abordagem

Crédito: Polícia Militar-MT

Um caminhoneiro que não teve idade relevada pelas autoridades policiais foi preso sentido a Juara, quando viajava em um carro taxi, pela rodovia MT 338, passando pela cidade de Novo Horizonte do Norte.

A prisão ocorreu na noite desta quinta-feira, dia 11 de maio de 2023, cujo caminhoneiro teria fugido de uma abordagem policial no dia 10 deste mês, quando estava com um veículo carreta com documentação adulterada, no distrito de Novo Paraná, a 25 km da cidade de Porto dos Gaúchos.

No dia da fuga, assim que os policiais constataram que as carretas estavam com documentação adulterada pediu o documento desse motorista, mas ele disse que iria beber água nos fundos do armazém onde estava a carreta e fugiu pela plantação de milho.

O motorista de outra carreta foi detido e levado para delegacia de Polícia Civil de Porto dos Gaúchos para os devidos procedimentos.

Graça as agilidade na Polícia Militar comandada pelo 2º Sargento PM, Duarte comandante de Porto dos Gaúchos e pelo soldado PM, Riato, que montaram um bloqueio na rotatória na MT 338 foi possível prender o motorista fujão.

Após resistir a prisão, o caminhoneiro foi algemado e preso, em seguida levado para a Delegacia da Polícia Judiciária Civil de Porto dos Gaúchos pelo crime.

O boletim de ocorrências número 2023.129414 foi lavrado e crimes contra a fé pública e envolvimento em adulteração de placas de veículos.

Fonte: Acesse Notícias

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Trio morre em confronto com o Bope em ‘fábrica de drogas’ e 600 kg de cocaína são apreendidos

Dupla envolvida em assassinato de homem morre em confronto com policiais da Força Tática

Irmãos são presos em flagrante transportando 25 tabletes de cocaína na MT-246

Mulher cai em golpe e perde R$ 12,6 mil em transferências PIX, criminoso se passou por funcionário do banco

Chamado na porta homem leva tiro no rosto e morre

Polícia Civil intensifica ações de combate aos crimes contra a flora no norte de MT