Polícia prende mais 3 suspeitos de envolvimento na morte de empresário

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: Polícia Civil - MT

A Polícia Civil confirmou, há pouco, que três homens foram presos, esta tarde, em uma fazenda durante cumprimento de mandados de buscas e apreensão, na região de Novo Mundo, suspeitos de envolvimento na morte do empresário Gilberto de Oliveira Couto, de 46 anos, no dia 25 do mês passado, em Guarantã do Norte.

De acordo com o delegado, Victor Hugo Caetano durante a ação, foram apreendidas diversas munições, um aparelho celular ( que passará por análise da Politec para identificar ligações com outros possíveis envolvidos no crime), um revólver calibre 38 e um aparelho que armazena imagens das câmeras da fazenda.

Ontem, a Polícia Civil apreendeu três espingardas e diversas munições, numa fazenda vizinha da ex-mulher e acusada de envolvimento na morte do empresário. Uma das armas pertence à suspeita. Já o dono das outras duas acabou preso por posse ilegal.

Conforme o desembargador da Terceira Câmara de Direito Privado, Dirceu dos Santos, concedeu liminar e mandou bloquear bens avaliados em R$ 20 milhões (duas fazendas, gado, caminhonete e outros) que eram disputados pelo empresário com a ex-mulher.

Gilberto Couto foi executado quando estava saindo de casa numa motocicleta, no bairro Jardim Vitória, em Guarantã. No dia 14 deste mês, o desembargador Luiz Ferreira da Silva concedeu habeas corpus a ex-esposa e filho de Gilberto, que haviam sido presos no dia 28 de maio, por suspeita de envolvimento na morte dele. O terceiro suspeito de envolvimento no homicídio, que é namorado da ex-mulher, também chegou a ser preso, mas foi liberado.

O empresário foi atingido por mais de quatro tiros nas costas e na cabeça. Uma testemunha chegou a apontar que ouviu os disparos e o momento que a vítima saiu correndo na rua para tentar escapar. No entanto, não conseguiu. O Corpo de Bombeiros constatou que ele morreu no local.

Fonte: Só Notícias