Polícia prende dois suspeitos da execução de dentista

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Polícia Militar prendeu, na manhã desta segunda-feira (25), dois suspeitos de terem sequestrado, torturado e assassinado o dentista Josilei Gaspar.

F.A.S., de 24 anos, e R.C.O.C., de 22, estavam escondidos em uma região de mata, próximo à cidade de Cáceres.

O dentista foi encontrado morto com um tiro na nuca, na tarde de domingo (24), em uma região de zona rural, em Juara.

Os assassinos fugiram levando a caminhonete Hilux da vítima, que foi encontrada, depois, pelo Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

Os dois foram visto por moradores de uma propriedade particular, saindo da mata. As testemunhas acionaram a PM, que conseguiu prender a dupla.

Com eles, foram encontrados os óculos de sol e a aliança de casamento de Josilei. Ainda conforme a PM, os criminosos confessaram que receberiam R$ 2,2 mil para levar a caminhonete até Cáceres.

Lá, o veículo seria entregue para outra pessoa, que o levaria para à cidade de San Matias, na Bolívia, onde seria vendida.

Eles foram levados para a Central de Flagrantes, onde vão ser ouvidos formalmente pelo delegado, no começo da tarde de hoje.

O homicídio

Conforme informações da Polícia Militar de Juara, Josilei foi sequestrado em sua chácara, na noite de sexta-feira (23), por três criminosos.

Os bandidos fugiram levando a caminhonete Hilux da vítima.

Segundo a PM, o corpo do dentista foi encontrado no começo da tarde de ontem, em um matagal. Ele estava com as mãos e os pés amarrados.

Foram os familiares que acionaram a Polícia, após encontrarem a chácara do dentista toda revirada.

Pelas imagens das câmeras de monitoramento instaladas no local, foi possível ver três bandidos.

O Gefron, da Polícia Militar, foi acionado para ajudar na captura dos criminosos e encontrou a caminhonete na MT-343, no final da tarde, sem Josilei.

Fonte: Mídia News