MT deve liderar o crescimento da produção de grãos mundial nos próximos anos

Crédito: Reprodução

O futuro para o agronegócio brasileiro é extremamente promissor, conforme a previsão para os próximos anos. A atividade mato-grossense não fica para trás e deve ser a principal líder do crescimento, pontua o engenheiro agrônomo e professor Marcos Fava, o Doutor Agro.

O especialista destaca que parte dos produtores está, sim, preparada para esse futuro. Principalmente os produtores mato-grossenses. Esse assunto, inclusive, será abordado no III Simpósio Técnico Aprosoja, que será realizado nos dias 10 e 11 de agosto, em Cuiabá.

“O Mato Grosso está de parabéns pelo profissionalismo da produção, mas sempre é possível melhorar. Vou abordar os pontos a serem melhorados para que os produtores participem com lucros do grande futuro do nosso agronegócio, com destaque para a construção das margens e à produção sustentável”, adianta o docente.

Nesse sentido, para aprimorar o mercado produtor de grãos há alguns desafios a serem vencidos, a exemplo do controle de sua oferta, avalia Paulo Molinari, consultor sênior da Safras & Mercado.

“O Brasil tem a missão, agora, de aprender a controlar a sua oferta. Somente aumentar a produção continuadamente não é uma estratégia que trará sempre bons resultados e manterá os preços em alta”, diz Molinari.

Aliás, o aumento da produção pode agravar ainda um outro problema muito latente nos últimos dias e que ganhou bastante destaque na safra deste ano que é o déficit na armazenagem de grãos. Isso demonstra a clara necessidade de investimentos constantes nessa área e na logística para o escoamento dos grãos.

“As exportações dependem de logística. A situação do Arco Norte (plano estratégico que abrange portos ou estações de transbordos do Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Maranhão) melhorou muito, mas dependemos muito ainda do frete rodoviário. E os investimentos feitos em ferrovias não derrubam os preços do rodoviário”, analisa Molinari.

“Estradas, fluxo de porto, ferrovias, hidrovias, logística de embarque, fretes de retorno, todos são fatores em que o investimento precisa seguir constante”, complementa.

Simpósio

Esses assuntos serão alguns dos temas abordados nas palestras do III Simpósio Técnico Aprosoja. O evento é gratuito e será realizado nos dias 10 e 11 de agosto, em Cuiabá, pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Cuiabá (Aprosoja-MT).

Para mais informações e para realizar as inscrições, acesse aqui.

Fonte: Assessoria Aprosoja

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Moratória da Soja: Congresso analisa abertura de CPI Mista para investigar atuação de ONGS

Custos da soja em Mato Grosso sobem impulsionados pelos fertilizantes

Governo de MT lança linha de crédito de até R$ 1,5 milhão para pequenos produtores

COMISSÃO DEBATE MORATÓRIA DA SOJA E DA CARNE E CONSEQUÊNCIAS PARA OS MUNICÍPIOS DA AMAZÔNIA LEGAL

Jornalistas conhecem dados que mostram sustentabilidade da agricultura

Crise energética barra expansão da área irrigada em MT