Indea diz que pouco mais de 42% dos produtores atualizaram rebanho em Mato Grosso

Crédito: Reprodução

Faltando poucos dias para o fim da campanha estadual de atualização de rebanho, realizada pelo Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Mato Grosso, pouco mais de 56 mil produtores de bovinos, bubalinos, suínos tecnificados e aves comerciais realizaram o informe que é obrigatório. Esse número está 42% abaixo do que esperado, em comparação com a mesma campanha realizada em maio passado, quando 98 mil produtores rurais informaram detalhes dos rebanhos e das propriedades rurais.

A campanha, que vai até a próxima quinta-feira (30), começou a ser realizada em substituição a vacinação contra a febre aftosa. Além da parte bovina, a campanha abrange também os criadores de búfalos, aves e suínos.

A não comunicação de estoque de rebanho resultará em multa é de aproximadamente R$ 6 mil, informou o Indea.

O produtor rural poderá fazer a comunicação pelo módulo do produtor, ou presencialmente em qualquer unidade do Indea ou postos avançados. No site da autarquia, em Sanidade Animal, é possível encontrar outras informações sobre a campanha.

Desde o dia 9 de novembro, o produtor comercial que não fez a comunicação de rebanho já está impedido de emitir a Guita de Trânsito Animal (GTA), exceto se o animal for para abate.

Fonte: INDEA-MT

Mais notícias

Produtor precisa redobrar cuidados para evitar incêndios durante a colheita

Proibição do glifosato pode provocar prejuízo bilionário e ameaça sustentabilidade do agro

Produtores rurais têm até 30 de junho para comunicar vacina contra Brucelose

Exportações de milho crescem 40% e MT consolida posição no mercado internacional

Mato Grosso tem primeiro café produzido só por mulheres na Amazônia

Condições climáticas, pragas e doenças colocam em xeque rendimento por hectare da safra de soja