Brasnorte: Polícia Civil prende autor de feminicídio ocorrido na zona rural

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: Polícia Civil - MT

O autor do feminicídio praticado na madrugada deste domingo (15.08), na zona rural do município de Brasnorte, foi preso pela Polícia Civil, logo após cometer o crime.

Adriana Pereira Gomes, de 46 anos, foi morta por um disparo de arma de fogo na região das costas. O suspeito, marido da vítima, foi preso em flagrante pelos crimes de homicídio qualificado e posse irregular de arma de fogo, acessório ou munição de uso permitido. Na casa do casal foram apreendidas três armas de fogo e várias munições.

A Delegacia de Polícia de Brasnorte foi acionada durante a madrugada, pelo Hospital Municipal informando que uma mulher teria dado entrada no local com uma perfuração causada por disparo de arma de fogo, bem como a mesma havia sido levada pelo próprio marido.

Conforme as primeiras informações repassadas pelo marido, ambos estavam voltando de uma festa quando Adriana se queixou de dores no abdômen, razão pela qual ele a levou para a unidade de saúde.

Imediatamente os policiais civis foram ao hospital e questionaram o homem sobre o ocorrido, que contou que teria feito o disparo de arma de fogo que atingiu a vítima, contudo, o tiro teria sido acidental, pois era apenas para assustar a mulher. Ele também alegou que havia inventado a história que a vitima apareceu com as dores no abdômen, para tentar despistar dos fatos.

O suspeito contou que o revolver de calibre 38 usado no crime estava dentro do seu carro, na propriedade rural onde o casal morava, cerca de 42 quilômetros do perímetro urbano. Ele também disse que teria outra arma de fogo, espingarda, dentro da residência.

A equipe deslocou até o endereço citado e localizou um revolver calibre 38 com três munições deflagradas e três intactas; uma espingarda calibre 32; e uma espingarda de calibre 20 cano duplo e sem numeração. No interior da residência foi encontrada uma mochila preta, contendo duas munições de calibre 32. intactas e duas munições de calibre 22 intactas.

Ao conversar com os funcionários da fazenda, dois deles confirmaram que estavam próximos da vítima no momento do disparo, e ouviram Adriana falar que o marido teria atirado nela. Já outro funcionário foi quem ajudou a socorrer a vítima até a cidade de Brasnorte, e no hospital o suspeito admitiu que teria feito o disparo que atingiu Adriana.

Diante dos fatos, o marido foi conduzido até a Delegacia de Polícia de Brasnorte, interrogado pelo delegado Honório Gonçalves dos Anjos Neto, e autuado em flagrante. Após a confecção dos autos o preso foi encaminhado para o Centro de detenção Provisória de Juína, ficando à disposição da Justiça.

Fonte: Polícia Civil - MT