Bandidos executam taxista e enviam imagens para a família

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O corpo de um taxista de 34 anos foi encontrado em um terreno abandonado, na manhã desta quarta-feira (9), na região de Barreiro Branco, na zona rural de Cuiabá.

Conforme a Polícia Militar, o homem, identificado como Douglas da Silva Dantas, morreu com diversas perfurações de faca.

Segundo as informações, o corpo do taxista estava próximo a uma lagoa, em um aterro sanitário.

Ele estava ao lado de um automóvel VW Gol, vermelho, com placas de Cuiabá, quando foi localizado por uma equipe da PM.

O homem foi encontrado após denúncia feita por familiares – entre eles, a esposa, o pai e o irmão do taxista -, que informaram ter recebido fotos e vídeo do corpo do taxista.

“Primeiro, mandaram umas fotos dele amarrado; depois, mandaram outra, praticamente decapitado. O irmão dele foi à delegacia, pedir apoio para as buscas, na noite de terça-feira”, disse um policial militar, que pediu para não ser identificado.

O corpo do taxista foi reconhecido por familiares e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

O caso será investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

A suspeita é de que o homem era membro do Primeiro Comando da Capital (PCC) e tenha sido executado por membros da organização criminosa Comando Vermelho.

Um vídeo que circula em aplicativos de mensagens mostra o momento em que o taxista é degolado. Nas imagens, homens afirmam que o crime está relacionado à organização criminosa. “Aqui é Vermelhão. Missão cumprida, é assim que ‘nós faz'”, diz um homem.

Fonte: Midia News