Avião com 324 kg de cocaína é interceptado pela FAB

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: Divulgação

A operação conjunta, neste sábado à tarde, resultou na apreensão de uma aeronave que transportava cerca de 324 quilos de cloridrato de cocaína, e foi forçada a pousar em Colniza. A Força Aérea Brasileira foi comunicada, pela Polícia Federal, que o avião estava com o carregamento. Dois caças A-29 Super Tucano e um helicóptero H-60 Black Hawk da FAB, além de todo o Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro, entraram em ação. Um caça aplicou as medidas de policiamento do espaço aéreo de averiguação e intervenção, quando o Cessna estava sobrevoando Rondônia (provavelmente vindo da Bolívia) até ser ordenada a fazer mudança de rota.

O piloto que levava a droga ainda tentou se evadir e fez pouso em uma pista não homologada, em Mato Grosso. Policiais federais, a bordo de um Helicóptero H-60, da FAB, assumiram as medidas de controle de solo. O piloto fugiu imediatamente ao pousar o Cessna.

O comandante de Operações Aeroespaciais, tenente-Brigadeiro do Ar Sergio Roberto de Almeida, destacou o sucesso da operação conjunta. “O sucesso da missão ocorreu graças à prontidão da FAB e o apoio da Polícia Federal. Mais uma vez demonstramos que somos capazes de desencadear operações de defesa aérea 24 horas por dia sete dias por semana”, disse, através da assessoria.

A operação contou com o apoio do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) da PM de Mato Grosso que avalia o prejuízo ao crime organizado em mais de R$ 8,7 milhões.

A aeronave e entorpecentes foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal de Porto Velho (RO).

Fonte: Polícia Federal