Veja a cartilha da Aprosoja para evitar incêndios na colheita do milho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Crédito: Polícia Civil

Altas temperaturas, baixa umidade relativa do ar e a falta de chuvas contribuem para grandes ocorrências de incêndios florestais. Por isso, cuidados devem ser intensificados durante este período, principalmente com a aproximação da colheita do milho. A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), em parceria com o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso (CBMMT), orienta o produtor rural na prevenção e alerta para algumas táticas que podem ajudar a salvar a safra neste período de seca que se aproxima.

Para tentar reduzir os riscos de incêndio durante a colheita do milho a Aprosoja disponibiliza cartilha de prevenção e combate a incêndio. A ação conta com a parceria do Corpo de Bombeiros e visa evitar os incêndios em áreas rurais. Algumas dicas de prevenção são necessárias para evitar danos causados pelo fogo.

Está colhendo? Tenha por perto: máquinas disponíveis para a confecção de aceiros emergenciais; caminhão-pipa; materiais para primeiros socorros; instrumentos para orientação (bússola, GPS); equipamentos para iluminação, se for o caso; material para combate (abafador, mochila costal e material de sapa); equipamentos de comunicação; instrumento que determine a direção e a velocidade do vento; máquina fotográfica; disponibilidade de água para hidratação do pessoal em combate.

Para uma colheita segura, a Aprosoja faz algumas recomendações, principalmente no que diz respeito aos Equipamentos de Proteção Individual (EPI). A equipe de colaboradores que iniciará a colheita, deve estar devidamente equipado (EPIs), colher primeiramente as bordaduras, manter reservatórios de água ou caminhão-pipa próximo da máquina colhedora, verificar pontos abundantes de captação de água para abastecimento do caminhão-pipa (rios, represas, lagoas etc.), ter um plano de comunicação (celular, rádio etc.), além de informar os proprietários de fazendas vizinhas sobre o período que será realizada cada colheita (início e término) para que fiquem alerta.

Ainda de acordo com as orientações da cartilha, para se ter resultado de uma colheita segura é necessário estabelecer procedimentos e condutas, tais como: evitar acidentes ao colaborador e às pessoas no local, prevenir incêndio florestal, preservando a vida, o meio ambiente e o patrimônio.

Para o 2º vice-presidente Sul da Aprosoja-MT, Fernando Ferri, é muito importante as ações preventivas para evitar acidentes com fogo durante o período de colheita do milho. “O produtor deve estar atento e com uma equipe e máquinas preparadas. É uma grande preocupação que não haja incêndios involuntários e posteriormente venham multas e outros prejuízos. Por isso, a entidade todos os anos realiza campanhas de prevenção”, pontuou Ferri.

Acesse aqui a cartilha completa de prevenção e combate a incêndio da Aprosoja

Fonte: Assessoria APROSOJA

Mais notícias

porco

Suinocultores de MT têm prejuízo de até R$ 180 por animal

glifosato

Agricultores devem ficar atentos para falta de glifosato

podre

Indea MT investiga nova doença que está apodrecendo os grãos de soja

lavou

Sema prorroga Autorização Provisória de Funcionamento de Atividade Rural

gafanho

Nuvem de gafanhotos invade lavoura de milho e destrói plantação

hsayes

Quebra das hastes da soja preocupa produtores

%d blogueiros gostam disto: