Tapurah: No dia que foi morta, menina saiu de casa com motociclista

Crédito: Reprodução

A Polícia de Tapurah procura por Victor de Assis Fagundes, o ‘Vitão’.

Ele foi visto pela última vez com a menina Bruna Eduarda Xavier, de 14 anos, na terça-feira passada (18), quando ela desapareceu.

Corpo da vítima foi localizado no sábado (22), em uma cova rasa. Bruna é prima de Thaís Xavier e sobrinha de Roque Xavier, assassinados na madrugada em que a menina sumiu.

Conforme apurado pela reportagem do , Bruna estava em casa, no bairro São Cristóvão, quando Vitão chegou. Eles ficaram conversando na porta até saírem em uma motocicleta azul que estava com o rapaz. Depois disso, ela não foi mais vista.

Sem saber onde a filha estava, a mãe de Bruna chegou a conversar com Vitão pelo WhatsApp. Mas, na troca de mensagens, ele respondeu que não sabia o paradeiro da menor. Contou que naquela noite eles saíram para comer um salgado e tomar sorvete.

Depois do lanche, contou que Bruna foi para casa da prima Thaís. Mas, a mãe dela desconfiou das informações, que não batiam e denunciou o caso à Polícia Civil da cidade. Na madrugada do dia 18, a prima Thaís e o tio Roque foram assassinados em casa.

Nas diligências para localizar Vitão, a polícia não o encontrou em nenhum lugar da cidade. Foi descoberto que durante o dia 18, ele pediu demissão do trabalho – em uma fazenda na zona rural – e ainda trocou o número do telefone celular.

Corpo encontrado

Família se recuperava da morte de pai e filha quando, no sábado (22), a equipe de investigadores chegou até uma região de mata, próxima de um córrego no final do bairro onde a vítima morava e a encontrou sem vida numa cova rasa.

Corpo de Bruna estava enrolado em uma coberta. Poucos metros da cova, a polícia localizou uma corda, chinelos e bitucas de cigarros. Havia ainda marcas de sangue. Tudo indica que antes de ser morta, a menina estava amarrada. Ela tinha cortes no pescoço e no peito.

Prima e tio mortos

Na mesma madrugada do desaparecimento de Bruna, a prima dela, Thaís Xavier, 15 e tio, pai de Thaís, Roque Xavier, 38, foram assassinados dentro de casa, no mesmo bairro, por dois homens ainda não identificados.

Roque estava no quarto e Thaís na sala. Ela foi baleada e levou golpes de faca. Já o pai foi esfaqueado na cabeça, no pescoço e na nuca. Os dois não resistiram e morreram no local. Sabe-se até o momento que Roque foi preso por homicídio em 2018 e estava solto há pelo menos 90 dias.

Polícia Civil investiga os homicídios. Não há informações de ligação entre eles.

Fonte: Gazeta Digital

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Mulher cai em golpe e perde R$ 12,6 mil em transferências PIX, criminoso se passou por funcionário do banco

Chamado na porta homem leva tiro no rosto e morre

Polícia Civil intensifica ações de combate aos crimes contra a flora no norte de MT

Polícia Militar frustra mais uma invasão a propriedade rural

Polícia prende seis por crimes ambientais com pescado e carne de animais silvestres

Homem é encontrado morto em Sinop com bilhete de aviso “É proibido roubar na quebrada”