STF derruba 11 pontos da Lei dos Caminhoneiros

Crédito: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) declarou inconstitucionais 11 pontos da Lei dos Caminhoneiros (Lei 13.103/2015). Os trechos da norma invalidados pelo Supremo tratam da jornada de trabalho dos profissionais e pausas para descanso. A decisão foi motivada por uma ação apresentada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT), em 2015.

De acordo com resultado da votação, foram anulados os dispositivos que permitem o fracionamento do período mínimo de descanso e a possibilidade de acúmulo do tempo de descanso semanal.

Também foi anulado o trecho da lei que excluía do cálculo de horas extras da jornada de trabalho o tempo que o caminhoneiro aguarda a carga e descarga do veículo e as paradas em pontos de fiscalização nas estradas.

O chamado “descanso em movimento”, quando dois motoristas fazem o revezamento da direção do caminhão, também foi derrubado pela Corte.

A parte da norma que exige o exame toxicológico para motoristas profissionais foi considerado constitucional e mantido na norma.

O julgamento ocorreu no plenário virtual, modalidade na qual os ministros inserem os votos no sistema e não há deliberação presencial. O julgamento foi finalizado na sexta-feira (30), e o resultado foi divulgado nesta quarta-feira (5).

Fonte: Agencia Brasil

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

MT tem diversas opções de lugares para passear nas férias de julho. Fotos

MT oferece primeiro curso técnico de Cuidador de Alunos com Deficiência do país

Itanhangá: Venha aproveitar as vantagens do feirão SICREDI de energia solar

Poeira em estrada pode ter causado acidente fatal de jovem na MT 338

Idoso de 69 anos morre em grave acidente entre três veículos na BR-163

Itanhangá: Município sediou o maior torneio de bocha do Vale Do Arinos. Fotos