Sinop: Câmara fria do IML está com defeito há duas semanas e não pode armazenar corpos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A câmara fria do Instituto Médico Legal (IML) de Sinop, a 503 km de Cuiabá, está quebrada há duas semanas. Com o defeito no equipamento, os corpos, que devem passar por identificação e necropsia, estão sendo levados para as unidades do IML de Sorriso e Alta Floresta.

“Estamos tendo dificuldades para encontrar uma empresa que venha a fazer o orçamento, para ver se a câmara pode ser restaurada ou se não tem conserto”, afirmou

Um homem que morreu em um acidente na BR-163 no início deste mês foi sepultado como indigente por não ter como ficar esperando a identificação do corpo por falta da câmara fria. “Essa vítima foi a única que foi liberada, sem o tempo de conservação e sem a identificação”, contou.

O coordenador explica que os corpos estão sendo levados para as unidades de Sorriso e de Alta Floresta. “Temos a unidade de Sorriso e Alta Floresta para onde estão sendo enviados os corpos”, afirmou.

Ele também afirmou que já existe uma previsão para a aquisição de uma nova câmara fria em 2018. “Ela já está orçada e será adquirida no ano que vem”, contou.

Ele ainda informou que não há nenhum contrato de manutenção do equipamento por causa de problemas na documentação das empresas e que para fazer os reparos é preciso uma empresa especializada.

Fonte: Mt Noticias