Sindicato de Itanhangá recebe veículo para atender associados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

No último sábado, cerca de quinhentas pessoas participaram de um almoço no Clube da Terceira idade organizado pelo Sindicato Dos Trabalhadores Rurais de Itanhnagá onde foi entregue as chaves de um veiculo Uno 2015 para os serviços diários de atendimento aos associados.

De acordo com o presidente do Sindicado dos Trabalhadores Rurais Ari de Oliveira, a união faz a força e esse veículo pode ajudar em um atendimento mais rápido aos associados, com um custo menor.

Segundo o Presidente alguns projetos já estão sendo desenvolvido em apoio aos assentados. Alguma coisa já foi feita, mas muito pouco, mais nos pretendemos incrementar, para que eles acreditem que seus filhos possam se formar em técnicos agrícolas, pra ajudar na produção de leite, legumes e o agro negocio, porque se a gente não tiver quem fazer para nos, vamos acabar sempre sofrendo na mão do especulador.

Vocação para trabalhar e tirar o sustento da terra os associados tem, o que falta é apoio, e o governo você sabe que sempre assentou as pessoas, principalmente nos assentamentos e não fez mais nada a respeito, mas nos não, pretendemos resgatar essas origens desses agricultores, para mostrar que temos capacidade de produzir alimentos de qualidade, para chegar ate a mesa do trabalhador na cidade.

Recentemente o presidente Temer sancionou uma lei que vai por um fim ao sofrimento das pessoas, pois sem o titulo da terra não se pode captar investimentos para as melhorias na propriedade, segundo Ari  essa lei era a nossa grande esperança nos últimos tempos, pois já tem pessoas que estão assentados aqui a 20 anos e não tem documento, hoje podemos dizer que pretendemos brigar por essa questão porque em pouco tempo nos vamos conseguir os títulos e vão se ver livre e vão poder chegar em qualquer instituição financeira e financiar seus projetos

Para o Presidente, a união é que vai fazer com que as coisas aconteçam, eles começaram com 40 associados, e hoje estão com mais de 300 sócios e seu único objetivo é trabalhar em defesa ao agricultor.

Fonte: Redação ITANOTICIAS