Secretaria repassa R$ 5,3 milhões para fazer 19,4 mil cirurgias para o Consórcio Teles Pires

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Crédito: Secom MT
Vacina ALMT

A secretaria Estadual de Saúde confirmou, esta manhã, que repassou mais de R$ 5.3 milhões para o Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, que é formado por Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Cláudia, Feliz Natal, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Nova Maringá, Nova Ubiratã, Santa Carmem, Santa Rita do Trivelato, Tapurah, União do Sul e Vera para realização de 19.468 procedimentos eletivos por meio do programa Mais MT Cirurgias.

O valor é referente à primeira parcela de um total de R$ 17,6 milhões, que deve ser pago conforme a execução da proposta apresentada pela entidade ao órgão estadual. “Nosso objetivo é reduzir drasticamente a fila de espera por cirurgia eletiva em Mato Grosso. O repasse vai possibilitar a realização de um número considerável de procedimentos. Com os municípios e os consórcios intermunicipais de saúde atuando fortemente por meio do programa, e também os hospitais regionais juntos nessa força tarefa, nós conseguiremos alcançar nossa meta”, diz o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

A primeira parcela do valor foi repassada via Fundo Municipal de Saúde ao município de Santa Carmen, que é sede do consórcio. A proposta do consórcio foi aprovada em Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso para realização de procedimentos ambulatoriais e hospitalares de média e alta complexidade por meio do Sistema Único de Saúde (SUS); serão atendidos pacientes via Sistema de Regulação.

Além do consórcio, a CIB também aprovou a proposta do Hospital Geral de Cuiabá e do Instituto Lions da Visão. Contudo, devido às unidades serem de gestão dupla, o repasse financeiro será feito mediante contrato direto com a secretaria. Juntos, os dois hospitais devem receber R$23.598,986,49 milhões para realizarem um total de 68.719 procedimentos eletivos.

O prazo para os gestores municipais apresentarem propostas no programa Mais MT Cirurgias encerrou no dia 10 de novembro. A SES validou 35 propostas, sendo três já aprovadas em CIB, e as demais aguardam validação da CIB ou da Comissão Intergestores Regional.

Com um investimento de aproximadamente R$ 105 milhões, o programa MT Mais Cirurgias tem a capacidade de realizar até 138 mil procedimentos. O aporte financeiro será destinado ao pagamento dos estabelecimentos de saúde, seja público ou privado, que se adequem às regras estabelecidas pela SES.

As cirurgias eletivas estavam suspensas no Estado desde março do ano passado devido à pandemia, e foram retomadas após publicação no Diário Oficial do decreto de 5 de julho. A autorização do retorno dos procedimentos eletivos considerou a redução na taxa de ocupação dos leitos de internação de pacientes em tratamento do Coronavírus.

Fonte: Secom MT

Mais notícias

AUTO TESTE

Anvisa aprova uso e comercialização de autoteste para covid-19

caminhão

Homem cai de cima de caminhão, bate a cabeça no chão e morre

resolve

Resolução detalha avaliação psicológica para porte de arma

cho

Mulher morre ao levar choque de celular que estava carregando

fri

Executivo de multinacional é flagrado fazendo sexo no capô de carro

covv

Itanhangá: Casos de covid continuam aumentando e prefeitura faz apelo

%d blogueiros gostam disto: