Presos dois que roubaram carro e ‘ostentaram’ após manter idosa amarrada e transferir R$ 4 mil

Crédito: Reprodução

Dois homens, que amarraram e amordaçaram uma idosa para roubar o seu veículo e fazer transferências bancárias, foram identificados e presos pela Polícia Civil, após investigações realizadas pelos policiais da Delegacia de Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá).

Após 2 meses de investigações, os suspeitos foram identificados, sendo um deles preso em Peixoto de Azevedo, no domingo (18.06), quando transitava na cidade numa Hilux Preta, e o outro teve o mandado de prisão cumprido na cidade de Sinop, na manhã desta segunda-feira (19.06).

Crime

O crime ocorreu no dia 19 de abril quando a vítima, de 65 anos, abriu a porta da residência e foi surpreendida pelos dois criminosos. Um dos suspeitos tapou a boca da vítima com as mãos e a levou para um quarto, onde amarrou os pés e as mãos da vítima com um fio. Os suspeitos também amordaçaram a vítima, tapando sua boca com fita adesiva e com um tecido.

Durante toda a ação criminosa, os suspeitos perguntavam pelos cartões da vítima e por dinheiro, a ameaçando e dizendo que se ela reagisse iriam soltá-la em uma região de mata.

Em posse de uma máquina de cartão, os suspeitos obrigaram a vítima a fornecer suas senhas dos seus cartões, sendo sacado o valor de R$ 4 mil de sua conta bancária. Os autores também levaram um veículo Fiat Strada da vítima, que posteriormente foi localizado pela Polícia Civil em Gaúcha do Norte.

A idosa ficou amarrada por mais de 24 horas, pois, como estava amordaçada, tentava gritar, mas ninguém ouvia. A vítima ficou tanto tempo amarrada que quase teve que amputar as mãos por ausência de circulação no sangue. Somente após conseguir tirar o tecido da sua boca, os vizinhos ouviram seus gritos e entraram na casa pelo forro para socorrê-la.

Ostentação

Logo após o crime, um dos suspeitos fez postagens em suas redes sociais ostentando bebidas e compras decorrentes do roubo, durante um show nacional no município de Sinop.

A equipe de investigadores verificou outras situações de ostentação de bebidas, festas e churrascos com os valores subtraídos da conta da idosa.

Prisões

Com base nos elementos levantados durante as investigações, o delegado Geordan Fontenelle representou pelo mandado de prisão preventiva dos suspeitos, que foi deferido pela Justiça.

Após terem as ordens judiciais cumpridas, os investigados foram interrogados e confessaram o crime, sendo posteriormente encaminhados ao presídio de Peixoto de Azevedo para responder o processo por roubo com restrição de liberdade.

Fonte: Polícia Civil - MT

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Traficantes são presos embarcando 281 tabletes de droga em ônibus

Após roubo de carro bandido morre em confronto e comparsa é baleado

Mulher de 36 anos é morta a tiro em tocaia feita por amásio

Polícia Civil prende em flagrante pai de bebê vítima de estupro seguido de morte

Força Tática prende duas pessoas com 10 quilos de drogas em rodoviária

Polícia Civil recupera quase R$ 1 milhão de vítimas de golpes pela internet