Polícia prende quadrilha que oferecia remédios caseiros para aplicar golpes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: PM-MT

Três homens denunciados por aplicar golpes em Tabaporã, foram presos na tarde deste sábado (10 de julho), pela Policia Militar.

Conforme relatou uma das vítimas em boletim de ocorrência registrado em Tabaporã, dois indivíduos chegaram em seu recinto oferecendo remédios caseiros. Após perceberem que a vítima possuía certa quantia de dinheiro guardada, um dos suspeitos distraiu a vítima, enquanto o outro subtraiu o total de R$ 18 mil em dinheiro do local. Após o roubo, os envolvidos fugiram do local em um veículo pick-up Fiat Estrada, de cor cinza escuro.

Ao receberem a informação, a Policia Militar logrou êxito em localizar os autores do fato, os quais estavam na estrada da fazenda Celentano já no município de Porto dos Gaúchos.

Segundo a guarnição PM composta pelos soldados PM Santos e Alencar, ao abordarem os suspeitos; Z.S, V.A e S.L na estrada, sentido comunidade São João, eles haviam sofrido um acidente, perdendo o controle do veículo pick-up e saído fora da estrada.

Após indagarem os suspeitos, eles apresentaram várias contradições e informações confusas, e diante disso foram conduzidos até o 1° Pelotão de Polícia Militar de Porto dos Gaúchos.

Ao chegarem ao local foi realizada uma checagem minuciosa no veículo e localizada uma grande quantidade em dinheiro escondida em meio às roupas e bagagens dos suspeitos, que estavam de forma fracionada para facilitar o seu ocultamento. Após contagem, constatou-se a quantia de R$ 22.609,50 reais em moeda corrente.

Em contato com a vítimas em Tabaporã, a Polícia Militar enviou fotos dos suspeitos, sendo que as vítimas os reconheceram como sendo autores do fato. Diante da confirmação, foi dada voz de prisão aos suspeitos, que foram encaminhados até a delegacia de Polícia Civil junto com o veículo envolvido no acidente.

Fonte: Porto Notícias