Plantio de soja já está liberado em MT para a safra 2023/2024

Crédito: Wenderson Araujo

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) autorizou, a partir deste sábado (16.09), o plantio da soja em Mato Grosso, para a safra 2023/2024, conforme calendário estabelecido pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa). Os produtores de soja terão até o dia 24 de dezembro para realizar a semeadura da oleaginosa.

Iniciado no dia 15 de junho, o período do vazio sanitário da soja encerrou nesta sexta-feira (15), após 90 dias. O período é caracterizado pela proibição da presença de plantas vivas de soja, cultivadas ou guaxas (germinação voluntária), com o objetivo de reduzir a população do fungo Phakopsora pachyrhizi e atrasar a ocorrência da ferrugem asiática na safra que se inicia.

Os efeitos diretos da ferrugem asiática na soja são o amarelecimento e o bronzeamento das folhas e sua queda prematura, impedindo a plena formação dos grãos. Quanto mais cedo ocorre a desfolha, menor é o tamanho dos grãos e menor o rendimento e qualidade do produto colhido.

Durante todo o período do vazio sanitário, o Indea esteve em campo realizando fiscalizações, a fim de verificar o cumprimento da medida fitossanitária. A um dia do término do período proibitivo haviam sido realizadas 5.708 fiscalizações.

Produção

Na safra 2022/2023, foram cadastradas no Indea 14.024 propriedades com plantio de soja, com área declarada de mais de 10,7 milhões de hectares plantados e o número de 8.461 produtores.

Fonte: IMEA-MT

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Jornalistas conhecem dados que mostram sustentabilidade da agricultura

Crise energética barra expansão da área irrigada em MT

Aprosoja-MT alerta agricultores para que fiquem atentos à notificação do CAR Digital

Sicredi disponibiliza R$ 66,5 bilhões no Plano Safra 2024/2025

Silo bolsa é opção para fugir de gargalo de armazenagem

Pesquisadores utilizam técnica para avaliar sintomas de doença na soja