Pedreiro abusa de enteada de 7 anos no primeiro dia de convivência com ela

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Pedreiro de 62 anos é preso suspeito de estupro de vulnerável contra a enteada de 7 anos, enquanto ela dormia em um quarto com a irmã de 11, em Cuiabá.

Menina de 11 flagrou o abuso sexual e contou para uma professora. Segundo a criança de 7 anos, o padrasto entrou no quarto onde ela estava deitada, na companhia da irmã, colocou o órgão genital na sua boca, retirou o short e a calcinha e passou a mão na vagina, em seguida, saiu.

Fato ocorreu horas após as meninas chegarem em Cuiabá, para viverem com a mãe, vindas de Campo Grande (MS), onde residiam com o irmão por parte de pai.

No dia seguinte na escola, professora percebeu comportamento estranho da menina e em conversa, ela contou sobre o abuso sexual sofrido, e que a irmã mais velha havia presenciado.

A menina de 11 admitiu o estupro da irmã e ainda relatou que fingiu estar dormindo para não ser abusada pelo padrasto. Elas disseram ainda que ficaram com medo de contar para a mãe sobre o fato, pois temiam pela integridade física, visto que não conheciam o padrasto.

Diretoria da escola acionou a Polícia Militar do 9°BPM que prendeu o pedreiro em uma rua no bairro. Ele foi conduzido para a Central de Flagrantes acusado de estupro de vulnerável. Suspeito tem filha de 3 anos com a mãe das enteadas.

Fonte: Portal Sorriso