Lucas: Homem investigado por violência doméstica é preso em rinha de galo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: Polícia Civil - MT

Um homem foi preso nesta sexta-feira (27) por policiais civis de Lucas do Rio Verde por crime ambiental, posse de arma de fogo e receptação. O suspeito, que não teve o nome informado, mantinha mais de 80 galos que eram usados numa rinha que funcionava em sua chácara. O crime foi descoberto durante as investigações sobre o suspeito, que denunciado por violência doméstica, crime pelo qual ele também responderá.

O suspeito foi denunciado pela ex-companheira. A mulher disse aos policiais que ele usava uma arma de fogo para ameaçá-la.

“A vítima procurou a Delegacia e solicitou medidas protetivas e em seu termo de depoimento ela comentou que o agressor a havia ameaçado com uma arma de fogo. Fizemos o levantamento e verificamos que o agressor não tem porte de armas e se de fato ele tinha armas em sua propriedade, ele estava incorrendo em crime”, observou a investigadora Glaci Lins, do Núcleo de Atendimento à Mulher.

Com um mandado de busca e apreensão, os policiais foram até a residência do suspeito e apreenderam uma pistola calibre 380.

“E ao chegar na residência, numa região de chácaras, nos deparamos com uma rinha de galo. Há uma estrutura ali e, segundo o próprio suspeito, com mais de 80 galos que ele mantém aprisionados. Foi verificado que há galos lesionados, inclusive. Ou seja, está havendo rinha de galo”, declarou o chefe de investigações da Polícia Civil, João Cleberson.

A Secretaria de Meio Ambiente foi acionada e os fiscais fizeram a notificação e a multa administrativa relativa ao crime praticado.

Como não há um local apropriado para manter os animais em Lucas do Rio Verde, foi acionada a Delegacia de Crimes Ambientais de Cuiabá para vir fazer o recolhimento. “Vamos tentar tirar esses galos dali porque senão provavelmente eles continuarão a ser maltratados”, disse.

Crimes

O homem detido deverá responder por violência doméstica, crime ambiental, posse de arma de fogo e receptação de arma de fogo. Durante a verificação da origem da pistola, foi constatado que a arma apreendida havia sido furtada.

Fonte: CenárioMT

Galeria de Imagens da notícia