Itanhangá: Sicredi e Fundação Rio Verde realizam palestra aos agricultores

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Ontem (22), ocorreu um evento importante aonde uma equipe da fundação Rio Verde em parceria com o Sicredi Ouro Verde, trouxe novidade e orientar os agricultores de Itanhangá.

Luís Moresco gerente de negócios da parte do agronegócios do Sicredi relata que esse é o 3º circuito tecnológico parceria Sicredi Ouro Verde e fundação Rio Verde, um evento muito importante, em que a fundação não defende bandeiras. Os pesquisadores estão à disposição dos associados do Sicredi, os associados aproveitam muito essas palestras, fazem questionamentos e tem total acesso a fundação tanto por telefone, e-mail ou até se quiser chegar na fundação que se encontra na cidade de Lucas do Rio Verde, pode levar o material de pesquisa, fito planta ou alguma dúvida sobre algum produto químico. Os associados podem ficar à vontade para chegar e esclarecer suas dúvidas, pois a fundação está aqui para ajudar eles’.

A nossa região ainda tem um pouco de carência de informações para os problemas que os agricultores encontram em seu dia a dia. Como os produtores tradicionais comentaram a 30 anos atrás, o pessoal não fazia análise de solo e nem de sementes. Mas a tecnologia mudou muito e tem sempre material novo mas tem também pragas novas para atrapalhar a produção.

Essas palestras são muito importantes para os agricultores que estão longe do centro de pesquisa, pois eles vem participa para saber o que está acontecendo em termos de pesquisa e para poder melhorar a produção em sua propriedade.

Rafael Prevedelo coordenador de Campos da fundação Rio Verde informa que: ‘A intenção não é buscar informações, mas levar questionamentos ao produtor, o que ele pode estar fazendo que está prejudicando a sua produção, então a nossa ideia é trazer e madurecer o produtor justamente indo atrás de informação e acompanhando do início ao final do cultivo da soja e ver aonde que ele está errando e para o próximo ano melhorar isso’.

Cada ano desenvolve-se mais materiais e mais produtos que vem melhorando a produtividade e o combate contra pragas, mas infelizmente cada ano aparecem mais pragas e novos desafios. A tecnologia existe e ela está evoluindo só que os problema também evoluem junto, por isso é importante que os produtores estejam atentos no que está acontecendo de errado em sua propriedade.

É importante essa participação do Sicredi, trazendo para fora do echo da BR-163 esse tipo de palestra para os agricultores aqui de Itanhangá e região.

‘Essa parceria busca levar informação para as regiões menos assediadas pela parte de empresas comerciais, e de pesquisa, poder também levar o nome da fundação para as regiões mais distantes e saber que aqui perto nós temos um centro de pesquisa com a intenção de atender os produtores, levar um pouco de informação e apresentar a fundação e saber que o produtor tem um ponto de apoio quando ele precisar de alguma ajuda ele tenha a quem recorrer sem ficar só na mão dos interesses comerciais’ explicou Rafael Prevedelo.

A fundação fica aberta o ano todo com a prestação de serviços. Ela atende o produtor que quiser buscar informações, elas são gratuitas o produtor não paga nada para ter acesso ao resultado de pesquisa.

Fonte: Redação ITANOTICIAS

Galeria de Imagens da notícia