Itanhangá: População cobra energia de qualidade e respeito por parte da Energisa

Crédito: Angelo Destri/ITA Notícias

A Câmara de Vereadores de Itanhangá -MT, realizou no dia 01/08, audiência publica para cobrar da empresa Energisa, melhor qualidade no atendimento e na prestação de serviços para a população Itanhangaense, que lotaram as dependências da Câmara para fazer suas reclamações e ouvir os representantes da empresa Energisa.

A audiência foi uma solicitação da vereadora Elza Moura, do PSB, com o apoio de todos os demais vereadores, que usaram a palavra cobrando melhorias aos representantes da Energisa, enfatizaram que os problemas principalmente na falta de energia, nas comunidades, que chegam a ficar semanas no escuro, causando prejuízos aos munícipes.

As vereadoras Luiza Francisca e Elza Moura, do -PSB, apresentaram vários depoimentos em vídeos, dos moradores que fizeram pedidos de instalações de energia a mais de ano e não foram instalados, foram apresentados documentos demonstrando os pedidos que foram aprovados pela empresa e não instalados a energia na casa dos cidadãos, causando indignação a população.

O vereador Marcel Menezes, do PP, questionou ao representante da energia se a empresa tinha um estudo sobre a quantidade de energia que era destinado na rede no município de Itanhangá, e se essa energia é suficiente porque há uma oscilação na energia causando queda e até mesmo a falta de energia.

O prefeito Municipal Edu Pascoski, em sua participação, demonstrou preocupação com o problema enfrentado pela população de Itanhangá, apresentou documentos que cobrou da empresa melhoria na prestação de serviços e instalação de uma subestação de energia para ao município, o chefe de executivo municipal apresentou uma carta resposta da empresa Energisa, onde a mesma relatou que não há a necessidade da implantação da subestação.

O prefeito Edu, disse que é uma preocupação da administração pública em encontrar uma solução para este problema que afeta a população e principalmente o desenvolvimento do município de Itanhangá, que precisa dessa energia para continua se desenvolvendo.

Presente na audiência pública, o Sr. Miguel, representante da Energisa, ouviu atentamento todas as reclamações que foram muitas apresentadas pelo público e pelos vereadores, e no uso da palavra para responder a população presente, afirmou que que não há demanda no município para que haja a implantação de uma subestação de energia, indagados o mesmo não soube responder por que a energia oscila e cai constantemente causando queima de aparelho eletrodomésticos.

Presente na audiência pública, o representante do Dep. Estadual Max Russi, o Sr. Daltro, em nome do Deputado Max do PSB, cobrou da Energisa o estudo e providencias que solucione os problemas apresentados pela população, que é energia de qualidade para se desenvolver. A instalação nas residências solicitadas pelos moradores de Itanhangá, nada mais é do que um direito do cidadão de ter esse benefício, pois os moradores estão querendo produzir e trabalhar honestamente, ter sua energia e não viver de (rabichos) ou seja pegar energia de outras residências, conforme foram relatados pela população de Itanhangá.

Fonte: ITA Notícias

Escrito por: Sebastião Rodrigues

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Detran orienta motoristas sobre o que fazer caso a placa do veículo seja danificada ou perdida

Governo de MT cria fundo para destinar valores confiscados do crime organizado à Polícia Civil

Trabalhador morre soterrado em silo em fazenda na MT-235

Três bebês morrem em UTI neonatal de Colíder

Trabalhador morre ao receber descarga elétrica em fazenda

Itanhangá: Vereadores aprovam projetos e indicações antes do recesso