Índio procurado pela Justiça de MT resiste à prisão e acaba morto

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Um indígena da aldeia Santa Isabel, localizada na Ilha do Bananal – que fica entre Tocantins e Mato Grosso – morreu na manhã desta quinta-feira (16) após resistir a uma abordagem policial.

Lourenço Rosemar Filho de Mello, de 39 anos, que tinha um mandado de prisão contra si, chegou a usar a esposa como escudo humano. A operação contou com as equipes das polícias civis de Mato Grosso e do Tocantins. Lourenço era investigado pela Delegacia de São Félix do Araguaia (1.149 km de Cuiabá) pela suspeita de ter cometido diversos crimes na região.

Quando os policiais chegaram em sua casa, Lourenço – que era da etnia Karajá – saiu do imóvel com uma arma calibre 380 apontada para a cabeça da esposa. A equipe teria tentado negociar para que ele soltasse a mulher e se entregasse. Lourenço, no entanto, resistiu.

Teriam sido necessários, segundo os investigadores, realizar disparos em direção a ele no intuito de salvar a refém. Após ser atingido, Lourenço foi socorrido e encaminhado ainda com vida ao hospital de São Félix do Araguaia, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade.

Os mandados

Lourenço era investigado há pelo menos um ano e respondia a inquéritos e ações penais por uma extensa lista de crimes. Entre eles receptação, comércio ilegal de arma de fogo, tortura e cárcere privado contra a própria família, estupro de vulnerável, maus-tratos e abandono de incapaz, lesão corporal seguida de morte e suporte para fuga de criminosos.

Conforme as investigações, Lourenço amedrontava os demais indígenas que eram obrigados a ficar calados. Ele era conhecido na região por ser muito perigoso. Além da pistola calibre 380, que estava carregada, Lourenço tinha um carregador extra e mais de R$ 9 mil nos bolsos.

O dinheiro, arma e munições foram apreendidos e encaminhados à Delegacia de São Félix do Araguaia. Os Investigadores das delegacias de São Félix do Araguaia e Alto Boa Vista, além de policiais do Tocantins, participaram da ação. O mandado de prisão foi expedido pela Comarca de São Félix do Araguaia.

A ação foi acompanhada por um servidor da Funai Tocantins e contou com apoio aéreo do Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPAer) da Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso.

Fonte: Mídia News

Mais notícias

esttt

Para convencer familiares, adolescente grava estupro e tio é preso

reguladordetensao

Itanhangá: Bandidos furtaram reguladores de tensão

zapp

Cresce número de crimes de estelionato e maioria dos casos é de clonagem do WhatsApp em MT

conge

Mulher descongela geladeira e encontra corpo de bebê escondido em sacola

produtoo

Inquérito sobre homicídio de produtor rural é concluído e 4 são indiciados pelo crime

marmi

Jovem de 19 anos é assassinado com tiro na cabeça na rua

%d blogueiros gostam disto: