Indea destrói carga boliviana de alho e carvão apreendida em Mato Grosso

Crédito: Reprodução

Fiscais da unidade do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso de Cáceres apreenderam, ontem, no ‘Posto do Limão’, base operacional do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), na região de fronteira, uma caminhonete carregada de carvão e alho, produzidos na Bolívia

O veículo foi parado durante fiscalização de rotina pelos policiais da Gefron, que ao averiguarem a carroceria, desconfiaram da origem da carga e da documentação apresentada. Para ajudar na fiscalização, a equipe acionou o Indea, que atestou a irregularidade no material transportado, por se tratar de conteúdo de origem da Bolívia, sem documentação.

Para burlar a fiscalização, o motorista apresentou nota fiscal de um comércio da fronteira, porém na análise dos nossos servidores, que são treinados e preparados para detectar qualquer inconsistência, foi possível descobrir que se tratava de uma fraude. Aos policiais o motorista confessou que pagou R$ 30 mil pela carga de alho da Bolívia e esperava revendê-la no valor de R$ 100 mil.

Segundo o Instituto, conforme regem as regras de proteção de sanidade vegetal, todo o material apreendido foi destruído no aterro sanitário de Cáceres, para não oferecer risco a nossa produção estadual e até mesmo ao país.

Fonte: INDEA-MT

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Governo de MT cria fundo para destinar valores confiscados do crime organizado à Polícia Civil

Trabalhador morre soterrado em silo em fazenda na MT-235

Três bebês morrem em UTI neonatal de Colíder

Trabalhador morre ao receber descarga elétrica em fazenda

Itanhangá: Vereadores aprovam projetos e indicações antes do recesso

Trabalhador morre esmagado por tora de madeira