Idoso cai em golpe de estelionato e transfere R$ 54,6 mil para contas desconhecidas

Crédito: Reprodução

Um idoso de 66 anos foi vítima de um golpe de estelionato em Sorriso, ao cair na armadilha de criminosos que se passaram por funcionários de um banco. Segundo informações da Polícia Civil, o denunciante relatou que os golpistas conseguiram realizar três transferências bancárias, utilizando as modalidades PIX e TED, totalizando um prejuízo de R$ 54,6 mil.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado, a vítima recebeu uma mensagem de texto na última segunda-feira (28), informando que uma suposta compra online no valor de R$ 2,5 mil havia sido aprovada em sua conta. Preocupado com a situação, o idoso entrou em contato através do número repassado na mensagem, acreditando estar falando com um atendente legítimo do banco.

O falso atendente bancário conduziu a conversa de forma convincente, fazendo o denunciante acreditar que estava resolvendo um problema real relacionado à sua conta bancária. Na sequência, o idoso compartilhou informações pessoais sensíveis, incluindo sua senha de acesso ao aplicativo bancário.

Após algum tempo, o idoso percebeu que haviam sido realizadas transferências não autorizadas em sua conta. O golpe incluiu duas transferências TED no valor de R$ 29,8 mil cada, além de uma transferência TED de R$ 19,9 mil e uma transferência na modalidade PIX no valor de R$ 4,9 mil. Todas as transações foram realizadas sem o conhecimento ou autorização do denunciante.

A Polícia Civil está conduzindo uma investigação para identificar os responsáveis por esse crime de estelionato. Casos semelhantes têm se tornado mais frequentes, com golpistas utilizando táticas cada vez mais sofisticadas para enganar as vítimas. As autoridades alertam a população a redobrar a atenção ao receber mensagens suspeitas ou ligações de números desconhecidos, especialmente quando se trata de informações bancárias ou pessoais.

Para evitar cair em golpes, é importante ressaltar que instituições financeiras jamais solicitam senhas, códigos de segurança ou outras informações confidenciais por telefone, mensagem de texto ou e-mail. Caso haja qualquer dúvida ou suspeita, é recomendado entrar em contato diretamente com o banco por meio dos canais oficiais de atendimento.

Fonte: R9 News

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Trio morre em confronto com o Bope em ‘fábrica de drogas’ e 600 kg de cocaína são apreendidos

Dupla envolvida em assassinato de homem morre em confronto com policiais da Força Tática

Irmãos são presos em flagrante transportando 25 tabletes de cocaína na MT-246

Mulher cai em golpe e perde R$ 12,6 mil em transferências PIX, criminoso se passou por funcionário do banco

Chamado na porta homem leva tiro no rosto e morre

Polícia Civil intensifica ações de combate aos crimes contra a flora no norte de MT