Golpe via WhatsApp resulta em prejuízo de R$ 12.000 para vítima

Crédito: Reprodução

Uma vítima procurou a Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Nova Ubiratã para registrar um Boletim de Ocorrência relacionado a um golpe sofrido no último dia 20 de outubro. Segundo o relato da comunicante, ela recebeu uma mensagem via WhatsApp de um indivíduo que alegava ser um representante de instituição bancária.

Os golpistas questionaram se a vítima havia realizado uma transferência via Pix no valor de R$ 6.000,00 (seis mil reais) para Vitória Cristine. A vítima negou ter feito tal transação. Em resposta, os criminosos afirmaram que iriam cancelar a transação e que um atendente a instruiria sobre como realizar o cancelamento.

A vítima seguiu as orientações fornecidas pelos golpistas e, em seguida, recebeu outra mensagem indicando a realização de uma segunda transferência via Pix no valor de R$ 6.000,00 para a mesma destinatária, Vitória Cristine, e uma terceira transferência no valor de R$ 6.000,00 para Hatus Assunção. No entanto, após a segunda transferência, o aplicativo da vítima bloqueou, impedindo-a de tomar qualquer ação adicional.

O prejuízo total sofrido pela vítima foi de R$ 12.000,00 (doze mil reais), resultante das duas transferências fraudulentas realizadas em seu nome.

As autoridades alertam a população sobre a importância de verificar a autenticidade de mensagens e ligações suspeitas, bem como a necessidade de tomar cuidado ao fornecer informações financeiras pessoais ou seguir instruções de fontes não verificadas.

Fonte: R9 News

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Mulher cai em golpe e perde R$ 12,6 mil em transferências PIX, criminoso se passou por funcionário do banco

Chamado na porta homem leva tiro no rosto e morre

Polícia Civil intensifica ações de combate aos crimes contra a flora no norte de MT

Polícia Militar frustra mais uma invasão a propriedade rural

Polícia prende seis por crimes ambientais com pescado e carne de animais silvestres

Homem é encontrado morto em Sinop com bilhete de aviso “É proibido roubar na quebrada”