Delegado coloca em dúvida ação do BOPE contra bandidos do novo cangaço

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Legenda /Crédito da Foto: PM-MT

No último dia 04/06, bandidos fortemente armados invadiram a cidade de Nova Bandeirantes, aqui em Mato Grosso e aterrorizaram a população.

Disparando tiros a esmo e usando os moradores como escudo humano eles assaltaram duas agencias bancarias, sendo o Sicredi e a Sicoop, levando mais de 900 mil reais.

Na fuga queimaram veículos em cima de pontes para evitar que a Polícia os perseguissem. Um dos reféns implorou para que não colocassem fogo em sua caminhonete, pois era seu único meio de trabalho e ainda não estava paga, mas os bandidos não o atenderam.

Agora o delegado-geral da Polícia Civil, Mário Demerval Resende, em entrevista, colocou em dúvida a ação do BOPE, durante a tentativa de prender os assaltantes e recuperar o dinheiro.

“Tomara que tenha sido o enfrentamento necessário. Cabe à apuração, os exames de necropsia e corpo de delito, exames periciais. Tudo irá constar no inquérito policial e será avaliado inclusive pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário. E se houver qualquer irregularidade, acredito que seja detectada”, disse o delegado.

“Não acreditamos quando vimos a fala vindo de um chefe de instituição de segurança pública. Estamos aqui no meio do mato há 30 dias, sem comer direito, sem dormir, enfiados no matagal sem nenhum tipo de conforto, e aí vem um delegado que fica sentado no ar-condicionado trabalhando administrativamente e duvidar dos confrontos em que quase perdemos a vida?”, indagou um policial do Bope.

“Se não fosse isso, dos quatro criminosos que prendemos, um acabou sendo solto pela justiça. Nossa família está distante na cidade e sem notícias diárias, a cada novo confronto que enfrentamos, os parentes, esposa, filhos ficam aflitos, porque pode ser um de nós, os mortos. É triste ver que o trabalho exaustivo não é reconhecido nem por uma pessoa ligada a segurança pública que deveria valorizar o trabalho feito, inclusive, tem policiais do GOE da Polícia Civil nesta incansável caçada”, acrescentou o policial.

Tenho certeza que a grande maioria dos mato-grossenses, apoiam a Polícia Militar e Civil, pois fazem um bom trabalho e arriscam suas vidas, defendendo as pessoas de bem, contra as ações dos marginais.

Deixe sua opinião nos comentários da página do Site ITA Notícias no Fecebook.

Fonte: ITA Notícias