CNA e Entidades do Agro pedem mudança no comando da política de irrigação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e mais oito entidades do setor pediram, na quinta (24), a transferência do comando da Política Nacional de Irrigação para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) durante o “Seminário Irrigação no Brasil: Uma nova Gestão”.

Em um documento denominado “Carta Aberta dos Irrigantes”, a CNA e as entidades propõem a mudança imediata na condução da agricultura irrigada do país, atualmente sob a responsabilidade do Ministério da Integração Nacional, “cujas atividades são direcionadas a obras de infraestrutura”.

Recentemente, o Ministério extinguiu a Secretaria Nacional de Irrigação (SENIR) “deixando a atividade sem comando e direcionamento”. “A condução da política de agricultura irrigada no Brasil enfrenta um quadro de abandono por parte do governo federal”, diz o texto da carta.

Na abertura do Seminário, o presidente da CNA, João Martins, afirmou que a instituição vai trabalhar para transferir ao MAPA a Política Nacional de irrigação. “É urgente alterar o modelo institucional em vigor passando o controle para o Ministério da Agricultura”.

O documento destaca que o MAPA é o órgão adequado para executar as demandas da agricultura irrigante. “O fortalecimento da Política Nacional de Irrigação levará à expansão da área irrigada, verticalizando a produção agropecuária, gerando empregos, reduzindo o risco climático e promovendo o uso eficiente dos recursos naturais”.

A “Carta Aberta dos Irrigantes” foi entregue aos deputados Tereza Cristina (PSB/MS) e Guilherme Coelho (PSDB/PE), representantes da Frente Parlamentar da Agropecuária na Câmara. “Esse é um tema sensível. Precisamos avançar na adoção de uma política de irrigação que atenda aos interesses do produtor”, disse a deputada.

Além da CNA, as seguintes entidades assinam o documento: Câmara Temática de Agricultura Sustentável e Irrigação do MAPA; Associação Brasileira de Irrigação e Drenagem; Associação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação; Associação do Sudoeste Paulista de Irrigação e Plantio na Palha; Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia; Associação dos Irrigantes do Estado de Goiás; Associação dos Produtores Rurais e Irrigantes do Noroeste de Minas Gerais; e o Sindicato dos Produtores Rurais de Luis Eduardo Magalhães.

Fonte: CNA Brasil