Casal é preso por torturar, roubar e matar idoso no interior de MT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

A Polícia Civil prendeu um casal acusado de matar um idoso com requintes de crueldade em Campinápolis no início deste mês.

 

D.E.G.C., de 34 anos, e D.A.S., de 30, tiveram as ordens de prisão pelo crime de roubo seguido de morte expedidas pela Justiça. Eles foram descobertos nas investigações conduzidas pela Delegacia de Campinápolis.

 

O latrocínio aconteceu no dia 2 de julho, em uma propriedade rural denominada “Fazenda Esperança 2”, na região conhecida como Córrego Seco, a cerca de 25 quilômetros do centro da cidade. No local, João Bento Evaristo de Arruda, 59 anos, morava sozinho e foi torturado até a morte.

 

A vítima tinha o costume de guardar dinheiro em casa, fato que chamou a atenção dos suspeitos. Durante o roubo, os bandidos agiram com extrema violência, para que a vítima indicasse onde havia guardado o dinheiro.

 

João Bento foi amarrado por uma corda e colocado de cabeça para baixo, morrendo por traumatismo craniano. Após roubar R$ 7 mil, os autores fugiram.

 

Após receberem a denúncia, os policiais civis de Campinápolis iniciaram as investigações e conseguiram identificar o casal como os autores do latrocínio.

 

Com base nos indícios e provas, os envolvidos, ambos com passagem por tráfico de drogas, tiveram as prisões pedidas pelo delegado Sidarta Vidigal de Almeida, o que foi acatado pela Justiça.

 

Os dois foram presos em Nova Xavantina, nas proximidades da saída para um garimpo. Ao perceber a chegada dos policiais civis, D.E.G.C. tentou correr um matagal, mas foi contido pelo cerco policial.

 

Conduzido para Delegacia de Polícia, o casal foi interrogado e estão presos .

Fonte: Midia News