Atualizada: Feliz Natal: Homem encontrado queimado ao lado de rodovia é identificado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Nesta manhã(30), populares encontraram o corpo de um homem em um carinho de bebê, totalmente carbonizado (requintes de crueldade), ao lado de uma estrada não pavimentada, na saída da cidade de Feliz Natal.

A princípio o corpo seria de uma pessoa conhecida pela alcunha de cipó.

Próximo onde o corpo foi encontrado funciona uma boca de fumo.

Em instantes voltamos com mais informações.

15 37: O investigador de Polícia Civil, Paulo Rosa de Oliveira, confirmou, ao Só Notícias, que o corpo de um homem encontrado hoje de manhã, às margens de uma estrada nas proximidades do centro de Feliz Natal (130 quilômetros de Sinop) foi identificado pelos familiares como Eliandro Condi, 37 anos. Ele foi queimado juntamente com um carrinho de bebê. “Visualmente a fisionomia do rosto dele não ficou completamente desfigurada com o fogo. Os familiares conseguiram reconhecê-lo”.

Segundo o investigador, o principal suspeito, um jovem de 21 anos, foi preso e confessou ter matado Condi com golpes de faca no pescoço. “A motivação segundo ele, é que vítima devia cerca de R$ 150 de uma droga que havia comprado. O suspeito teria chamado Eliandro na casa dele para cobra essa dívida e acabou esfaqueando ele no banheiro. Na sequência, usou um carrinho de bebê para transportar o corpo a cerca de 200 metros da casa e colocou fogo. No entanto, ainda estamos investigando se houve a participação de mais uma pessoa neste crime. Até porque, a vítima pesa cera de 80 quilos e o carrinho não iria suporta carregar todo esse peso até o local onde foi deixado e carbonizado”, declarou.

O acusado foi preso na residência dele em Feliz Natal, por policiais militares da Força Tática e do Grupo Armado de Resposta Rápida (GARRA) da Polícia Civil, hoje de manhã. Ele deve ser ouvido pelo delegado e encaminhado ao presídio Osvaldo Florentino Leite, o “Ferrugem” em Sinop.

Fonte: MT Notícias