Assembleia Legislativa aprova projeto do governo que cria agência de promoção de investimentos em MT

Crédito: Divulgação

Os deputados estaduais de Mato Grosso, reunidos em sessão ordinária nesta quarta-feira (3), aprovaram em primeira votação o Projeto de Lei 1298/2024, do Poder Executivo, que cria a Agência Mato-grossense de Promoção de Investimentos e Competitividade (INVEST-MT). O PL teve aprovação unânime na Casa de Leis.

O artigo 1º destaca que “fica instituído, no âmbito estadual e vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico – Sedec/MT -, o Serviço Social Autônomo do Estado de Mato Grosso, denominado Agência Mato-Grossense de Promoção de Investimentos e Competitividade (INVEST-MT), pessoa jurídica sem fins lucrativos, de interesse coletivo e utilidade pública, com sede e foro no município de Cuiabá”.

Parágrafo 1º do PL diz que a INVEST-MT será responsável por realizar a articulação entre a administração pública, investidores e entes privados, com a finalidade de viabilizar a atração de investimentos e a promoção comercial dos produtos e serviços do Estado de Mato Grosso. Destaca ainda, no parágrafo 2º que a INVEST-MT terá duração por tempo indeterminado, podendo criar filiais, sucursais e escritórios em outros municípios, estados e países.

No artigo 9º, o projeto de lei cita que fica o Poder Executivo autorizado a abrir crédito especial de até R$ 10 milhões destinado à cobertura das despesas necessárias à instalação e manutenção inicial da INVEST-MT.

Em justificativa, o governo argumenta que o projeto de lei objetiva criar no âmbito do Estado de Mato Grosso um serviço social autônomo nos moldes das demais Agências de Promoção de Investimentos (APIs) já instaladas em outras unidades da federação.

O governo cita que, analisando a experiência extraída das atividades realizadas por APIs no país, “é possível constatar que tais agências têm obtido resultados profícuos na captação de investimentos e no desenvolvimento econômico sustentável dos entes aos quais se vinculam”.

Ainda conforme o análise do Poder Executivo, “inexiste na estrutura organizacional estadual um organismo habilitado a realizar a integração de empreendedores, estrangeiros e nacionais, que almeja expandir suas atividades no estado, com o poder público, o que dificulta a captação de investimentos, razão pela qual a criação de uma agência com expertise para promover a desburocratização da captação de investimentos no estado de Mato Grosso”.

Segundo o autor da matéria, “a otimização da colaboração entre os órgãos e entidades estaduais com setores privados, nos moldes pretendidos pela proposta, certamente contribuirá para aprimorar as condições de competitividade do Estado de mato grosso dentro dos atuais padrões de desenvolvimento tecnológico e inovação dos setores produtivos a nível nacional e global”.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Governo de MT cria fundo para destinar valores confiscados do crime organizado à Polícia Civil

Trabalhador morre soterrado em silo em fazenda na MT-235

Três bebês morrem em UTI neonatal de Colíder

Trabalhador morre ao receber descarga elétrica em fazenda

Itanhangá: Vereadores aprovam projetos e indicações antes do recesso

Trabalhador morre esmagado por tora de madeira