Aprosoja-MT alerta agricultores para que fiquem atentos à notificação do CAR Digital

Crédito: Leandro Andrade | Fábrica Onze

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema-MT) está notificando gradativamente agricultores que possuem cadastros elegíveis de suas propriedades sobre o Cadastro Ambiental Rural (CAR) Digital.

Uma notificação será encaminhará aos produtores rurais, ou a seus cadastrantes, contendo todos os dados da propriedade para que eles analisem se estão corretos ou não.

A regulamentação do CAR Digital foi divulgada no dia 27 de março deste ano, por meio do decreto de n.º 780. Desde então, agricultores mato-grossenses, vêm sendo notificados gradativamente.

Até o momento, a Sema entrou em contato com agricultores com cadastros elegíveis dos municípios de Diamantino, Ipiranga do Norte, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Nova Ubiratã, São José do Rio Claro e Sorriso. Apenas 20% dos cadastros elegíveis dos sete municípios deram a resposta.

ATENÇÃO AOS PRAZOS

A notificação da Sema tem um prazo de 30 dias para que os produtores rurais tomem ciência dela. Ao final do prazo, o produtor que não apresentar resposta será automaticamente considerado ciente.

Após este prazo, os agricultores terão 90 dias para aceitar ou recusar os dados do CAR. Em caso de recusa, o produtor rural deve justifica-la. Caso não se manifeste, o agricultor terá seu CAR suspenso.

Para tirar dúvidas sobre o CAR, o produtor pode entrar em contato com o Canal do Produtor da Aprosoja-MT por meio do número (65) 3027-8100.

Fonte: Assessoria Aprosoja

Vídeo(s) da notícia

Galeria de Imagens da notícia

Mais notícias

Consumo de carne suína em Mato Grosso cresce e entidade defende selo para frigoríficos expandirem

Pecuária leiteira é a mais ativa na agricultura familiar de MT

Mato Grosso impulsiona média de produtividade nacional de milho

Mais de quinze toneladas de sementes irregulares apreendidas em fiscalização do Indea são destruídas

Moratória da Soja: Congresso analisa abertura de CPI Mista para investigar atuação de ONGS

Custos da soja em Mato Grosso sobem impulsionados pelos fertilizantes