ITANHANGÁ/MT, 07 de April, 2020.
(66) 98418-7171
Compartilhe nosso portal de notícias
Tecnologia para o campo é rápida e dinâmica
O mercado oferece desde soluções simples até uso de Veículos Aéreos Não Tripulados
A ideia do treinamento é capacitar o produtor rural nesta nova tecnologia | Foto: Assessoria

A inovação tecnológica é muito dinâmica quando se trata do setor do agronegócio. A adesão costuma ocorrer em etapas. Somente à medida que vão amadurecendo e se mostram eficientes é que os produtores começam a utilizar. É importante ressaltar que elas serão determinantes para o aumento da produtividade em pastos e lavouras de todo o mundo. Sem isso, será difícil alimentar um planeta com uma população estimada em 10 bilhões de pessoas em 2050. E a variedade de tecnologias cresce consideravelmente a cada dia. O mercado oferece desde soluções simples até uso de Veículos Aéreos Não Tripulados – VANTs, conhecidos popularmente como drones, software e plataformas que mapeiam e monitoram as lavouras a cada hora.

Em Mato Grosso, a utilização dos populares drones nos pastos e lavouras tem sido cada vez mais comum. De acordo com o instrutor credenciado junto ao Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (SENAR-MT), Edson Jabur,  uso de Veículos Aéreos Não Tripulados – VANTs cria diversas oportunidades para os produtores rurais. Segundo ele, quando se executa voos regulares é possível acompanhar o desenvolvimento da lavoura, onde as imagens são captadas e analisadas cronologicamente. “Na agropecuária temos os seguintes exemplos do uso de Drones: detecção de pragas e doenças, identificação de problemas de irrigação, falhas de plantio, acompanhamento do vigor das plantas, acompanhamento de pastagens e inspeção de cercas”, explica Jabur.

O resultado tão esperado e desejado com o uso de tecnologias está diretamente ligado à capacidade de integração multidisciplinar, ou seja, não adianta ter equipamentos modernos e caros se não houver trocas de experiências entre os profissionais que atuam em uma fazenda por exemplo. Produtor rural, médico veterinário, agrônomo, piloto de Drone e profissionais de tecnologia da informação precisam trabalhar alinhados em buscas de soluções para aumentar a produtividade e a eficiência. Para extrair o melhor do que cada tecnologia oferece é preciso ter profissionais qualificados e capacitados. Com o aumento da procura por mão de obra qualificada e capacitada para operar os drones,  uma nova demanda surgiu e SENAR-MT foi um dos primeiros a ofertar o curso de Operação de Veículo Aéreo não Tripulado – Drone.

Voltado para o homem do campo, a ideia do treinamento é capacitar o produtor rural nesta nova tecnologia. A necessidade de conhecimento é muito grande. “Desde que disponibilizamos no portfólio da instituição, em setembro de 2016, já capacitamos mais de 180 produtores rurais em vários municípios mato-grossense. A expectativa é que até o final de 2017, mais de 240 pessoas façam este treinamento”, enfatiza o superintendente do SENAR-MT, Otávio Celidonio.

POR: Senar/MT
09/11/2017 15:27 / Atualizado 05/04/2020 03:24
© Copyright 2016- 2020 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Blit Softwares