ITANHANGÁ/MT, 11 de December, 2019.
(66) 98418-7171
Compartilhe nosso portal de notícias
Padre emociona noivos surdos e celebra casamento em Libras
Foto: Divulgação

Ao subirem no altar para o casamento, no início de outubro, em Franca (SP), os noivos Dayton Denis Siqueira e Simone Aparecida Pereira levaram um susto. Não havia padre. Foram avisados de que um substituto teve que ser acionado de última hora, mas não faziam ideia de quem era.

Como são surdos, o padre escalado anteriormente já estava ciente de como deveria ser a cerimônia especial. A surpresa veio quando eles viram surgir no corredor o homem considerado o 'anjo da guarda' dos dois. O religioso Wilson Czaia atua na diocese de Curitiba (PR), mas fez questão de viajar até o interior de SP para abençoar a união do casal.

Czaia, que também é deficiente auditivo, realizou a celebração na Língua Brasileira de Sinais (Libras), e emocionou os convidados e os noivos. “Estamos muito felizes”, diz Dayton.

História de amor

O G1 conheceu a história do casal com a ajuda da tradutora e intérprete em Libras Maria Rita Capel.

Em 2012, após uma conversa com o padre Wilson Czaia durante o Hallel, festival de música cristã que reúne milhares de fiéis em Franca, Dayton se encantou por Simone.

O rapaz lembra que se sentia sozinho e encontrou o religioso que participava de uma atividade em uma tenda para evangelização. O padre o animou com mensagens de otimismo. Prestes a ir embora, Dayton diz que Czaia pediu a ele que aguardasse cinco minutos. Nesse intervalo, o jovem viu Simone no meio da multidão.

“Eu me aproximei, comecei a conversar e logo trocamos o número de celular para conversar no Whatsapp. Conversa vai, conversa vem, começamos a namorar.”

Simone morava em Jacuí (MG), a cerca de duas horas de Franca. O namoro engatou, mas a distância. Em 2016, os dois decidiram morar juntos e ela se mudou para o interior de SP.

Igreja inclusiva

A religião sempre fez parte da vida do casal. Dayton nasceu em uma família espírita e Simone, em uma católica. Quando se apaixonaram, descobriram o trabalho feito pela Pastoral do Surdo. Aos domingos, passaram a frequentar as missas especiais na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no bairro Jardim Paulistano.

POR: G1/SP
29/10/2019 10:02 / Atualizado 11/12/2019 08:51
© Copyright 2016- 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento: Blit Softwares